Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Hanseníase: como detectar e tratar a doença

A Hanseníase – doença infecciosa crônica e curável que causa, sobretudo, lesões de pele e danos nos nervos – pode ser facilmente identificada por suas características específicas. Caso haja uma mancha suspeita, é importante ficar alerta aos sinais e procurar uma unidade de saúde mais próxima de sua casa. No Paulista, todos os postos de saúde dispõem do tratamento completo da doença.
A doença não costuma causar nenhum incômodo, por não coçar, arder ou doer. E pode ser facilmente confundida com Pano Branco. Por este motivo a população deve ficar alerta e, caso haja alguma suspeita, o mais seguro é procurar, de forma rápida, o diagnóstico, que pode ser feito no posto de saúde com uma simples consulta médica. Caso a doença já esteja em um grau avançado, o médico encaminha o paciente para um dermatologista.  
Segundo Mannuelle Alencar, coordenadora municipal de Hanseníase, a forma mais fácil de identificar a doença é através de manchas na pele que ela produz. Estas manchas podem ser esbranquiçadas, avermelhadas ou acastanhadas. “O paciente com a doença vai começar a perder a sensibilidade no local, inicialmente há uma perda somente da sensibilidade térmica, depois tátil, seguida da dolorosa. Além das manchas, a perda de pêlo no local é um alerta para ficar atento e procurar alguma unidade de saúde mais próxima”, ressaltou.
O tratamento da doença é totalmente gratuito, oferecido pelo Sistema Único de Saúde. Os medicamentos podem ser encontrados em todas as unidades de saúde do município e o tratamento pode durar de seis meses a um ano. Se tratado no início, os riscos de complicações são bem menores.

Alerta – O Município do Paulista vem sempre realizando campanhas de busca ativa de caso para combater a doença. No último mês, uma ação realizada no bairro de Pau Amarelo diagnosticou cinco pessoas com a doença. Na ocasião, os pacientes foram encaminhados para uma unidade de saúde para iniciar imediatamente o tratamento.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.