Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Ano-Novo e autoestima

Paiva Netto

Há décadas, indagado sobre as expectativas da virada de mais um ano, exclamei: Ano-Novo! Ano-bom? Depende de nós!

Cada ano que desponta renova a esperança em dias mais felizes. Previsões são feitas, metas estabelecidas. Entretanto, nada se modificará se não soubermos que, por detrás do ideário de um mundo melhor, é indispensável, logo em primeira instância, uma postura íntima, espiritual-ecumênica, exteriorizada em boas ações. Há décadas, indagado sobre as expectativas da virada de mais um ano, exclamei: Ano-Novo! Ano-bom? Depende de nós!



O dom da vida
O sofrimento é uma realidade. Mas deverá ser eternamente assim? A vida é um dom. O ser humano, porém, precisa reconhecer o próprio valor, que se inicia no Plano Espiritual, de onde todos viemos. Quando se fala em desenvolvimento da autoestima da população se pensa, às vezes, somente no “desfavorecido da sorte”. Este, em diversas ocasiões, demonstra mais força de vontade do que o “bem situado”. Senão como explicaríamos a sua sobrevivência? Vejam o exemplo das mães pobres. A elite de um país é o seu povo; o que significa afirmar que desse modo deve ser tratado, para que qualquer nação cresça. Não inveje “quem está por cima”. Enquanto se faz isso, não se avança. Lembro-me de que, no colégio, aprendi que Eduardo VIII (1894-1972) – aquele que abdicou do trono da Inglaterra porque se apaixonou pela americana Wallis Simpson – tinha, digamos, uma tremenda baixa autoestima. O pai, Jorge V, que era dominador, não acreditava nele. Portanto, não julguem apenas pela aparência ou pelo status social das criaturas quando o assunto for psicológico.
Nossa fortaleza vem de dentro. Logo, a prece é um fator essencial para nos fortificar. Não é esconderijo de covardes. Orar robustece! Por isso, vou concluir estas simples palavras com uma oração de Jesus. Sabendo Ele que as criaturas estão constantemente apressadas, deixou uma oração curtinha, embora muito eficiente. Perfeita para começar o ano, ou qualquer hora: É a Prece Ecumênica do Cristo, o Pai-Nosso, que se encontra no Seu Evangelho, segundo Mateus, 6:9 a 13:

Pai-Nosso — a Prece Ecumênica de Jesus
Pai Nosso, que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome.
Venha a nós o Vosso Reino.
Seja feita a Vossa Vontade, assim na Terra como no Céu.
O pão nosso de cada dia dai-nos hoje.
Perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoarmos aos nossos ofensores.
Não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal, porque Vosso é o Reino, e o Poder, e a G