Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Políticas Sociais do Paulista avança nas medidas protetivas e firma convênio com Escola Dom Bosco

Os adolescentes do Paulista que estão em situação de vunerabilidade e cumprem medidas socioeducativas ganharam um reforço importante, nas medidas protetivas, para seguir em recuperação através de um convênio firmado entre a Prefeitura do Paulista, pela secretaria de Políticas Sociais e Juventude e a Inspetoria Salesiano do Nordeste/Escola Dom Bosco, garantindo que 20 adolescentes ingressem no Programa Jovens Aprendizes, com direito a salário e carteira assinada. As contratações dos jovens serão bancadas por empresas que atuam em Olinda, mas os beneficiados são moradores do Paulista, que atuarão dentro da estrutura administrativa da Prefeitura, a partir de Janeiro de 2019.
O Termo de parceria firmado entre a Prefeitura do Paulista e a Escola Dom Bosco está previsto na Lei de Aprendizagem que determina, por força de decreto, que as empresas de médio e grande porte contratem de 5% a 15% do total do quadro funcional, adolescentes e jovens de 14 a 24 anos, por tempo determinado de dois anos. A medida visa ainda combater o trabalho infantil sem acompanhamento e capacitação. O programa busca garantir um ingresso correto e digno dos jovens no mercado de trabalho. Neste primeiro momento, as vagas atendem a uma cota de jovens que cumprem medidas socioeducativas.
A Escola Dom Bosco tem participação fundamental neste processo, cuidando da parte teórica do programa, oferecendo cursos de capacitação e acompanhamento dos beneficiários. A coordenadora de Aprendizado da Dom Bosco Jaqueline Oliveira, assegura que o programa é muito importante para manter os jovens no caminho certo.
“A gente que acompanha os jovens percebe que são muitos benefícios que o programa traz. Eles são capacitados, trabalham, ganham o próprio dinheiro, com carteira assinada e ainda ajudam em casa. O resultado disso é que elevam a autoestima e fica mais difícil de cometerem outros erros novamente.” 
O convênio, firmado no gabinete do secretário Augusto Costa, na manhã desta segunda-feira (17.12) estabelece que os jovens contemplados iniciem a parte teórica do programa já nesta terça-feira (18), acompanhados pelos técnicos da Escola Dom Bosco. Na oportunidade, o Conselho Municipal de Promoção e Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente do Paulista – CONCAP, foi inserido no convênio, indicando dois, dos 20 adolescentes contemplados. Para o presidente do Conselho, João Soares, essa parceria traz novas oportunidades para os jovens acompanhados pelo COMCAP.

“Com esta parceria, Paulista está inovando, dando novas oportunidades para os adolescentes que em algum momento da vida, cometeram erros, mas que estão em processo de recuperação. Então, todos eles podem ter um retorno positivo, com esta oportunidade de ingresso no mercado de trabalho,” avaliou João Soares.
Os jovens inseridos no programa terão a parte teórica de 400 horas/aula e a parte prática com 880 horas de jornada de trabalho monitorado. O secretário Augusto Costa, avalia que em outro momento, a gestão ampliará de 20 para 50 o número de jovens que ingressarão no programa.
“Este convênio é um importante instrumento de fortalecimento das ações da gestão Junior Matuto no combate ao trabalho infantil e na garantia de retirar os jovens do caminho da transgressão. Neste primeiro momento vamos contemplar 20 adolescentes, assistidos pelos nossos serviços sociais ou que são egressos da Funase. Mas acreditamos que, recebendo cursos, cumprindo com as medidas socioeducativas e inseridos no mercado de trabalho, dependendo do desenvolvimento de cada um, eles podem até ser contratados pelas empresas, ou buscar outras oportunidades com mais condições. Posteriormente, vamos ampliar o número de vagas para beneficiar mais 50 adolescentes,” concluiu Augusto.  

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.