Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Projeto do Instituto Vladimir Herzog oferece curso sobre valores em direitos humanos

O Usina de Valores tem o objetivo de munir agentes sociais com conhecimentos que irão encorajar e nutrir uma ampla cultura de direitos humanos no país.

Recife - O Usina de Valoresprojeto do Instituto Vladimir Herzog que realizará ações formativas para disseminar valores que promovam uma cultura de direitos humanos e engajar pessoas na construção de uma sociedade justa e não violenta, está com inscrições abertas até o dia 25 de abril, às 16h. Realizado em Recife, o início será em 28 de abril e os interessados receberão a confirmação para participação até às 18h do dia 26 de abril.
Este curso integra o ciclo de ações educativas, eventos e vivências presenciais que serão desenvolvidas ao longo de 2018 na zona sul de São Paulo, no Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, e em diferentes regiões de Recife. A realização do projeto conta com a parceria de iniciativas como Periferia em Movimento (SP), o Coletivo Papo Reto (RJ) e a Rede Nacional de Feministas Antiproibicionistas (Recife).

A proposta, construída em conjunto com educadores e articuladores em cada um dos territórios, é provocar reflexões e contribuir com ferramentas que possibilitem o diálogo. A identificação de pontos convergentes para superar a escassez de escuta entre grupos com possibilidade de entendimento mútuo é a linha condutora do processo formativo. 
Em Recife, a distribuição das vagas irá priorizar pessoas que atuem em movimentos sociais, grupos religiosos ou com comunicação.

No total, serão seis encontros entre os meses de abril e setembro, sendo um sábado por mês, com 4h de duração cada. Todos as reuniões acontecerão das 14h às 18h, no Casarão, localizado no bairro de Boa Vista.
Alguns dos tópicos que serão abordados nos encontros são: Quais os valores do seus direitos?; Bem-viver e as Redes de Cuidados; Comunicar (r)existências e reconstruir valores; Cultura de resistência e novas ferramenta de enfrentamento às opressões; Comunicação popular e demandas insurgentes; Aprendizados e desafios em contexto de crise.
Clique aqui para acessar o formulário de inscrições e aqui para saber mais informações sobre o plano de aula.

Serviço
Datas28/04, 26/05, 30/06, 28/07,  25/08, 29/09.
Local: Casarão (próximo do Mercado da Boa Vista)
Rua Santa Cruz, 190 - Boa Vista.Carga horária: 24 horas total, 4 horas por encontro.
Certificado: Serão fornecidos certificados aos participantes - com o total de horas de participação.

Primeira etapa da Fábrica InBetta é inaugurada em Paulista


Marcando um novo momento econômico no município do Paulista, foi inaugurada, na manhã desta terça-feira (17.04), a Unidade Industrial e Central de Distribuição da InBetta, na rodovia PE-22, em Maranguape II. Com a instalação da fábrica, 300 novos empregos foram gerados diretamente somente no primeiro ano de operação da indústria.

Nesta nova InBetta, foram investidos R$ 160 milhões na construção de 33 mil metros quadrados de prédios, em uma área de 260 mil metros quadrados, onde serão fabricados bens de consumo para limpeza, ferramentas, utensílios domésticos, dentre outros produtos, totalizando cerca 30% da capacidade de produção da fábrica em relação às demais do Brasil, que é em torno de 50 milhões de unidades por mês, de quase 5 mil produtos diferentes.

Na abertura da solenidade de inauguração, o presidente do grupo InBetta, Eduardo Bettanin, falou que esse empreendimento é muito importante para crescimento do grupo que tem 70 anos de atuação no mercado. “Na verdade, esta filial construiu-se rápido, mas levamos três anos de planejamento em todas as esferas, principalmente nas esferas de engenharia. Podemos dizer que fora do Rio Grande do Sul, essa fábrica do Paulista é um grande investimento e sem dúvida a mais moderna e melhor, com melhores equipamentos”, ressaltou  Eduardo Bettanin.

Para o governador Paulo Câmara, a construção da InBetta, sobretudo em um espaço de pouco mais de um ano após a pedra fundamental, é uma mostra de que com planejamento determinação e parcerias, é possível fazer as coisas andarem com rapidez.

“Tenho certeza que esse investimento é o início de uma grande jornada, e que outros virão. Em relação à geração de emprego, já começa com a criação de novas 300 vagas e tenho certeza de que isso também irá se ampliar, além dos empregos indiretos. Então, isso tudo vai ser fundamental e necessário para o caminho que a gente quer de recuperação econômica de Pernambuco, e ao mesmo tempo ajudar o Brasil a voltar a crescer”, destacou Câmara.

O prefeito Junior Matuto, destacou que a vinda da InBetta é um começo para que Paulista volte a ser um polo industrial, sobretudo, com profissionais da própria região, que passaram por uma triagem e uma qualificação de acordo com a demanda da empresa, aproveitando a mão de obra do próprio município e da região metropolitana norte.

“Quando entrei aqui hoje, o que vi me deixou muito feliz e agradecido: vi vários rostos conhecidos, felizes de estarem trabalhando e tão perto de casa. Se houver dedicação e compromisso, com certeza estes trabalhadores poderão se aposentar aqui e ver filhos e netos trabalhando aqui também. A partir do momento da instalação da InBetta aqui em Paulista, já desperta interesse entre outros empresários para viabilizar outras empresas, que irão gerar emprego e renda na nossa cidade,” ressaltou Junior Matuto.

PRIMEIRA-DAMA
Andréa Matuta prestigiou a inauguração e parabenizou a vinda do grupo ao presidente Eduardo Bettanin.




Programa Maria da Penha Vai a Saúde é lançado no Paulista


FOTO: BEATRIZ LORRANY
Mais uma iniciativa importante está chegando para fortalecer a saúde do nosso município. Nesta terça-feira (17.04) foi realizada, no anexo B, da Faculdade Joaquim Nabuco, Centro, o I Seminário de Implantação do Programa Maria da Penha Vai à Saúde, que contou com a apresentação do Grupo Atos de Resgate. A iniciativa visa contribuir com a formação dos profissionais municipais de saúde, para que eles possam identificar, orientar e encaminhar as mulheres vítimas de violência doméstica e familiar, aos serviços de saúde prestados pela gestão. A ação é coordenada pela Secretaria Executiva de Políticas para as Mulheres, em parceira com a Secretaria de Saúde do Paulista.
A secretária Municipal de Saúde, Fabiana Bernart, falou da importância do programa, que já atua na educação do município, desde 2013. “Vamos atuar na saúde com o intuito de acolher essas mulheres dentro dos nossos serviços. Iniciaremos uma capacitação com os profissionais da rede, e dentro dessa formação, eles vão aprender quais instrumentos usar, quais os perfis de violência, podendo assim fazer a orientação e o encaminhamento adequados a essas vítimas”, explicou.
Quem também marcou presença no evento e ministrou uma palestra sobre o enfrentamento a violência contra as mulheres, foi a chefe do Departamento de Polícia da Mulher de Pernambuco, a delegada Gleide Ângelo. De acordo com Gleide, criar esse laço de confiança entre a gestão e as vítimas fortalece ainda mais o desempenho do programa no município. “Na maioria das vezes as mulheres agredidas não têm coragem de denunciar. Através dessa aproximação, entre elas e os profissionais da rede, uma confiança será gerada, facilitando a ação da polícia no caso”, ressaltou.
Ainda durante o encontro, a secretária Executiva de Políticas para as Mulheres do Paulista, Bianca Pinho Alves, destacou que a iniciativa foi feita com o objetivo de desconstruir uma realidade ainda muita cruel para as mulheres. “Por mais que nós mulheres, tenhamos crescido, nos desenvolvido, nós ainda não conseguimos a equidade e é isso que queremos. O trabalho de enfrentamento a violência contra as mulheres é de todos nós, é de uma sociedade. Aqui, o mais importante hoje, é que cada um se aproprie dessa ideia e siga firme na causa, para que nossa luta pela igualdade de gênero deixe de ser vista apenas como um estereótipo”, disse.
O prefeito Junior Matuto discursou e finalizou o encontro destacando que o Programa Maria da Penha Vai á Saúde chegou para reforçar, ainda mais, o trabalho significativo que a gestão vem fazendo na luta ao enfrentamento da violência contra as mulheres. “Vamos juntar a fome com a vontade de comer, unindo a força e o compromisso que nossos profissionais da saúde têm, com a garra e dedicação que todos temos, para continuarmos trabalhando e lutando por uma sociedade igualitária”.    

Marca de mobiliário de alto luxo estreia no mais importante evento do design mundial na Mostra Brazil S/A OFF


Neste mês, a Breton estará em Milão pela primeira vez, e será uma das expositoras na mostra Brazil S/A Off, que vai reunir uma coletânea de peças icônicas de grandes nomes do design nacional. A iniciativa é uma parceria com o Brazil S/A, espaço de inovação e design que promove o relacionamento entre empresas e profissionais brasileiros com o mercado nacional e internacional.
Mesa de centro Leaf - Terinn Design
A marca de mobiliário irá lançar um item de seu extenso portfólio para áreas internas e externas: a mesa de centro Leaf, assinada pelos designers Marcos Maia e Gilmar Mazari. Disponível em diferentes formatos, a peça pode ser utilizada em conjunto ou separada, como mesa de centro ou puff. Versátil, ela possui acabamento em madeira, couro e com base em ferro.
À frente da Terinn Design, Maia e Mazari possuem um acervo significativo de desenhos de móveis, objetos e acessórios exclusivos, e hoje desenvolvem também peças direcionadas à produção em série, estendendo ao mobiliário a sua filosofia de trabalho.
A mostra Brazil S/A acontece no Viale Bianca Maria 4, no Bianca Maria Palace Hotel, de 17 a 22 de abril.
Sobre BretonFundada em 1967, a empresa brasileira Breton possui hoje 360 funcionários e sete lojas: três em São Paulo, uma em Campinas, uma em São José dos Campos e uma no Rio de Janeiro. Sob direção familiar desde seu início, a marca é reconhecida pela qualidade, design exclusivo e inovação de suas peças. Em seu mix de produtos estão móveis para áreas internas, externas, linha corporativa e objetos de decoração.

Comissão de Justiça discutirá legalidade das tarifas mínimas de água e energia elétrica

A Comissão de Justiça convocou, para a próxima quinta (26), audiência pública para discutir se a cobrança de taxa mínima para fornecimento de água e de energia elétrica é válida ou atenta contra o direito do consumidor. A necessidade do debate foi verificada pelo colegiado ao apreciar o Projeto de Lei n° 712/2016, que visa extinguir esse recolhimento por parte das empresas concessionárias e permissionárias no Estado.