Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Passeio ciclístico dos advogados


CAAPE convida os advogados de Paulista, Abreu, Igarassu, Itamaracá, Itapissuma e Araçoiaba.

Saúde do Paulista realiza ação para otimizar serviços de distribuição e armazenamento de medicamentos


Com o intuito de organizar melhor os armazenamentos e otimizar a distribuição de medicamentos na rede municipal, a Prefeitura do Paulista - através da Secretaria de Saúde -  iniciou na manhã desta terça-feira (24.04) uma ação, que tem como objetivo criar um fluxo de padronização nas farmácias das unidades de saúde. A iniciativa também visa reduzir gastos e controlar o estoque para beneficiar ainda mais quem precisa do serviço.  A ação aconteceu na Policlínica Josino Guerra, localizada em Maranguape I.

A iniciativa irá percorrer todas as farmácias da rede municipal de saúde, com o objetivo de organizar melhor o fluxo de medicamentos. “Nossa proposta é escutar as dificuldades das farmácias em reuniões dentro das próprias farmácias das unidades. Não queremos ouvir apenas as gestões das policlínicas, mas também escutar as equipes que dispensam os medicamentos e o farmacêutico, para que possamos analisar melhor as situações e assim sanar os problemas”, ressaltou a secretária de Saúde do Paulista, Fabiana Bernart.

“Nossa proposta é criar protocolos novos e reorganizar os processos de distribuição, objetivando melhorar a qualidade de atendimento aos usuários. Discussões como o programa de fitas, hipertensão e curativa não cessam em nenhum espaço, tudo gira em torno de solucionarmos as dificuldades destes programas no município. Queremos fazer isto de forma rotineira e frequente, para sanar qualquer problema que possa surgir”, completou a secretária.

A gestora da Policlínica Josino Guerra, Joana Carolina, também participou da pauta e falou sobre a importância da ação. “É indispensável estes momentos de reuniões, pois neles estudamos melhorias na farmácia como um todo, em prol do usuário, a fim de que o processo seja cada vez mais adequado, para facilitar o trabalho feito no nosso dia-a-dia. Quando aperfeiçoamos as entregas, datas de medicações e quantidade, beneficiamos assim os usuários que precisam do serviço”, comentou a gerente.  

Também participaram do encontro, a diretora administrativa da Central Farmacêutica do Paulista, Joselma Nascimento, o farmacêutico Alexandre Gonçalves e a equipe de dispensação da Policlínica Josino Guerra.


Seminário na Alepe debate Alienação Parental nesta quinta-feira (26/04)

Evento abordará atualizações no Estatuto da Criança e do Adolescente e o papel dos Conselheiros Tutelares no enfrentamento à AP




No Brasil, aumentou em mais de 160% o número de divórcios, somente entre 2004 e 2014, segundo dados do IBGE. Nesse sentido, houve também a elevação no número de guardas compartilhadas – modelo em que os pais dividem as responsabilidades e decisões cotidianas na vida dos filhos – que cresceu, de acordo com o Instituto de Geografia Estatística, de 2014 para 2015, de 7,5% para 12,9%.
Tais levantamentos sinalizam para a possibilidade crescente de ocorrerem casos de Alienação Parental – prática que consiste em programar uma criança/adolescente para, sem justificativa, odiar um de seus genitores (pai/mãe),  comprometendo o vínculo com este(a),  e que pode resultar em alterações no rendimento escolar, baixa estima da criança/adolescente, isolamento social, além de situações mais complexas de ansiedade e depressão, sem falar na ocorrência de crimes motivados pela prática, como o caso mais extremo de falso abuso.
Baseado nesses dados e tendo em vista a Semana Estadual de Combate à Alienação Parental, o deputado Zé Maurício, autor da Lei Nº 16.106/2017 – que passa a fixar a “Semana Estadual de Combate à Alienação Parental” no Calendário Oficial do Estado, no período em que conste o dia 25/04, alinhado com os debates internacionais sobre a temática – propôs o Seminário de Articulação: O Estatuto da Criança e do Adolescente e o Papel dos Conselheiros Tutelares no Combate à Alienação Parental, que acontece na próxima quinta (26/04).
A abertura do evento (aberto ao público), que ocorre a partir das 13h30 no auditório Ênio Guerra da Assembleia Legislativa de PE, contará com a presença de autoridades como o Secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Cloves Benevides; e do Presidente da Associação dos Conselheiros Tutelares do Agreste Setentrional, Diego Silveira Santos.
Dividido em dois painéis temáticos, o Seminário discutirá a Alienação Parental na Visão do Estatuto da Criança e do Adolescente a da Lei Federal Nº 13.431/2017 – que estabelece o sistema de garantia de direitos da criança e do adolescente vítima ou testemunha de violência – , bem como, o Papel dos Conselheiros Tutelares no Combate à Alienação Parental.
“Tive a satisfação de participar em março, do I Diálogo Interestadual do SGD e Redes de Atendimento, promovido pelas Associações de Conselheiros e Ex-Conselheiros Tutelares de Pernambuco na Faculdade de Igarassu (Facig), o que nos permitiu visualizar a relevância da Lei Federal Nº 13.431/2017 – que aborda, entre outros pontos, a alienação parental, enquanto interferência na formação psicológica da criança ou do adolescente – , e também a pertinência do trabalho dos Conselheiros Tutelares, elementos essenciais para o enfrentamento a esse tipo de prática”, comenta o deputado Zé Maurício, sobre alguns dos pontos que inspiraram a criação do Seminário.
Segundo o parlamentar, o Seminário da próxima quinta (26) cumpre a perspectiva da Semana Estadual de Combate à Alienação Parental, visto que busca, através da interação entre as diversas instâncias e profissionais relacionados à AP, debater formas de enfrentamento a essa prática nociva e que traz consequências destrutivas para o convívio familiar e social.

Cartilha contra Alienação


Fruto de um estudo conjunto entre o Deputado Zé Maurício e sua equipe, a Procuradoria Geral da Alepe, o Centro de Apoio Psicossocial (CAP) do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), o Conselho Regional de Psicologia de Pernambuco - 2ª Região (CRP-PE), além da Faculdade DeVry Boa Viagem (DeVry/FBV), a Cartilha de Orientação às Crianças e Adolescentes para Prevenção da Alienação Parental foi lançada no fim de 2017 e é resultado da Lei Nº 15.447/2014 do parlamentar, que determina a disponibilização do Documento, de forma impressa em bibliotecas públicas e privadas de PE, e em formato digital em sites institucionais do Estado.
O material reúne locais, onde as vítimas podem buscar apoio legal para os casos de Alienação Parental, além de trazer sugestões de sites, filmes, leituras recomendadas, legislação sobre o assunto; procedimentos no âmbito jurídico para as situações desse tipo, entre outros pontos apresentados em linguagem lúdica, visando não só à leitura pelos pais, como pelo próprio público infantil, maior vítima dessas situações.

Confira a programação completa do Seminário de Articulação - O Estatuto da Criança e do Adolescente e o Papel dos Conselheiros Tutelares no Combate à Alienação Parental:

Dia: 26 de abril de 2018
Hora: 13h30 às 17h
Local: Auditório Ênio Guerra – 4º andar do Anexo I da Assembleia Legislativa de Pernambuco

INSCRIÇÃO
13h às 14h

ABERTURA DO EVENTO:
14h às 14h30

MESA
Deputado Zé Maurício
Cloves Benevides - Secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude
Diego Silveira Santos – Presidente da Associação dos Conselheiros Tutelares do Agreste Setentrional

1º PAINEL
14h40 às 15h40
ALIENAÇÃO PARENTAL NA VISÃO DO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE A DA LEI FEDERAL Nº 13.431/2017

Mediadora
Dra. Maria Emília de Oliveira Queiroz - Coordenadora Acadêmica do Curso de Direito da DeVry Unifavip
Palestrantes
Dr. Humberto Miranda – Coordenador do Programa de Escola de Conselhos de Pernambuco da Universidade Rural de Pernambuco
Dra. Paula Maria Malta Teixeira do Rêgo – Juíza da Decima Primeira Vara da Família da Capital

2º PAINEL
15h50 às 16h50
PAPEL DOS CONSELHEIROS TUTELARES NO COMBATE À ALIENAÇÃO PARENTAL

Mediador
Fernando Bezerra - Conselheiro Tutelar da Cidade de Igarassu

Palestrantes
Geraldo de Azevedo Nóbrega – Consultor na área da Criança e Adolescente e Professor da Escola de Conselhos de Pernambuco
Dra. Helena Maria Ribeiro Fernandes – Psicóloga Chefa do Centro de Apoio Psicossocial do Tribunal de Justiça de Pernambuco

ENCERRAMENTO
16h50 às 17h

Campus da UFPE em Goiana muito perto de virar realidade




_Severino Ninho luta pela implantação da Federal no Litoral Norte desde 2011, quando assumiu o mandato de deputado pela primeira vez_


A implantação do campus da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) em Goiana, prestes a virar realidade, é fruto de articulação de 
Severino Ninho. Desde 2011, quando assumiu o mandato legislativo pela primeira vez, que ele luta para trazer, ao Litoral Norte, uma unidade acadêmica da Federal. A novidade da instalação foi comunicada pelo reitor Anísio Brasileiro.  


O sonho de trazer a Federal ao Litoral Norte vai beneficiar jovens que disputam espaço no mercado de trabalho da região, composto por polos cervejeiro, de montadoras e de empresas da área fármaco-química. “O campus vai legar, a essa juventude, a chance de um futuro melhor, com mais oportunidades", afirma Severino Ninho. 


Em fevereiro de 2012, Ninho encaminhou a Indicação 2743 ao então ministro da Educação, Aloísio Mercadante, solicitando o campus. Depois, em junho de 2016, através da Indicação 2331, Severino Ninho reiterou ao ministro da Educação, Mendonça Filho, o pedido para a construção do campus do Litoral Norte. Seis meses depois, o parlamentar entregou pessoalmente, a Mendonça Filho, a proposta de criação da unidade acadêmica.


Ninho foi recebido, em abril de 2017, pela vice-reitora da UFPE Florisbela Câmara e pelo pró-reitor de Planejamento, Orçamento e Finanças, Thiago Neves, que deram apoio à proposta e se comprometeram em elaborar o projeto acadêmico de criação do campus. Em fevereiro deste ano, o reitor da UFPE, Anísio Brasileiro, durante o seminário Movimento Pernambuco pela Educação, anunciou a implantação da Federal a partir de 2019. Mendonça Filho confirmou o anúncio neste mês de abril, em Goiana.


Inicialmente, em 2019, serão oferecidos os cursos de bacharelado em ciências e tecnologia, planejamento e gestão de território e licenciatura interdisciplinar em ciências da natureza. A partir de 2022, o campus passará a ofertar mais quatro cursos de engenharia: urbana e ambiental, de computação, eletrônica e de energia.

Agência do Trabalho do Paulista oferece cinco vagas


Atenção pessoal! Para quem está procurando uma oportunidade na área profissional deve ficar ligado nas oportunidades que a Agência do Trabalho do Paulista oferece nesta terça-feira (24.04). As vagas são para encarregado de costura na confecção do vestuário (1), mecânico de motocicleta (2), operador de empilhadeira (5), técnico de manutenção industrial (3) e líder de manutenção mecânica (5), com salário de R$ 3.100. Para essas vagas é necessário ter Ensino Médio completo e seis meses de experiência. Os salários não foram informados.

 

Ainda tem duas vagas para professor de inglês para quem tem Ensino Superior completo, e seis meses na CTPS. O salário não foi informado. Para as pessoas com deficiência, estão disponíveis cinco vagas para auxiliar de linha de produção, com seis meses de experiência e Ensino Médio Completo, o salário não foi informado.

 

Os interessados nas oportunidades devem comparecer à Agência do Trabalho do Paulista, que fica localizada na Praça Frederico Lundgren, s/n, no Centro. O atendimento acontece de segunda a sexta, das 7h às 13h. Para maiores informações ligar para a central de vagas, no telefone: 3183-7293.


Cidade de Jataúba volta a receber água após seis anos em colapso

Em Olinda, centenário do pianista Júlio Braga é celebrado com recitais no CEMO


Olindense, o pianista e compositor Júlio Braga completaria 100 anos nesta terça-feira, 24 de abril, caso estivesse vivo. Para celebrar a data, o Centro de Educação Musical de Olinda (CEMO) realizará dois recitais com obras do artista local que ganhou o mundo tocando músicas eruditas. As apresentações serão realizadas dentro do Festival Centenário Júlio Braga, nos dias 24 e 29 deste mês, e terão entrada franca.

 

Na primeira apresentação, nesta terça-feira (24), às 16h30, haverá apresentações de alunos e professores do CEMO, assim como dois convidados especiais: o pianista Fernando Müller e o flautista Marco Antônio Barcelos. Já no dia 29, aproveitando a presença da pianista Tamara Ujacova C. Schubert no Brasil após retornar de uma turnê internacional, haverá uma nova apresentação em homenagem a Júlio Braga,também no CEMO, às 16h. Tamara é carioca e estudou as obras do artista olindense, usando-as como tema para seu trabalho de conclusão do doutorado.

 

JÚLIO BRAGA - Pianista e compositor erudito, ele nasceu na cidade de Olinda em 24 de abril de 1918. Aos oitos anos de idade, compôs sua primeira peça e aos dez anos fez seu primeiro concerto no Teatro Santa Isabel. Em 1948, participou do Concurso Phillips da Holanda, realizado no Rio de Janeiro, conseguindo a primeira colocação, por unanimidade, entre os pianistas brasileiros. Recebeu como prêmio uma viagem à Europa e uma bolsa de permanência para aperfeiçoar os estudos em Paris, do Governo de Pernambuco.

 

Júlio Braga realizou recitais na França, Inglaterra, Holanda, Noruega, na América do Sul, América Central, América do Norte e em vários Estados do Brasil. Foi convidado para realizar concerto pela Embaixada do Brasil em Washington (EUA) referente à passagem da Independência do Brasil. Realizou Programa Especial de Concertos das Nações Unidas, transmitido, na época, para toda América Latina. Foi solista da Rádio Difusora Francesa e da BBC de Londres. Também foi organista voluntário da Catedral Notre Dame, em Paris. Esteve ausente do Brasil durante dezesseis anos, período em que levou seu talento, e o nome de Olinda, aos maiores palcos do mundo.

 

Em 1964, voltou definitivamente para o Brasil após ter sido professor catedrático da Universidade de Música de Caracas e da Universidade de Música de Maracaibo, na Venezuela. O músico morreu no dia 10 de outubro de 1993. Deixou uma vasta e preciosa obra de Composições Sacras, Concertos Barrocos, Improvisações, Prelúdios, Noturnos, Valsas, Minuetos, Canções Infantis, Choros, Paráfrases, além de peças para Piano, Canto, Flauta, Clarinete, Fagote, Oboé, Viola, Violão, Violino e Orquestra. Em suas composições, costumava fazer alusão ao badalar dos sinos de Olinda. Entre suas obras mais famosas estão ‘Allegro Apassionato’, ‘Dança Afro-Brasileira’, ‘Acalanto’, ‘Choro n. 1’, ‘Panis Angelicus’ e‘Tocattina’.


Museu do Mamulengo – Espaço Tiridá onde o lúdico e a magia se encontram