Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Em Olinda, frente de serviços públicos contempla bairro do Monte

Trabalho vai mobilizar quase 60 homens


Com a realização de diversos serviços, como zeladoria, melhorias no sistema de drenagem e de iluminação, remoção de entulho, além de muitos outros, a Operação Arrumando a Casa desta quinta-feira (10.05), das 9h às 16h, irá beneficiar olindenses que moram nas proximidades do Mosteiro de Nossa Senhora do Monte.
A concentração, desta ação realizada pela Prefeitura de Olinda, com coordenação da Secretaria de Serviços Públicos da cidade, será na Rua Dom Bonifácio Jansen, uma das principais do Monte. A força-tarefa conta com mais de 60 funcionários. O trabalho contará com o uso de máquinas e equipamentos específicos para a realização das intervenções.

CREA-PE participa da inauguração do aterro sanitário de Iati


Foi inaugurado o aterro sanitário na cidade de Iati, Agreste do Estado, nesta quarta-feira (09) e o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (CREA-PE) foi representado no evento pelo presidente em exercício, Fernando Lapenda, que proferiu palavras sobre a importância desse sistema.
O aterro sanitário cumpre a Lei Federal nº 12.305/2010 de 02 de agosto de 2010 que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos e considera as disposições das Leis Federais nº 9.974/2000, 9.966/2000 e 11.445/2007, as normas do Sistema Nacional do Meio Ambiente – SISNAMA, do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária – SNVS, do Sistema Único de Atenção à Sanidade Agropecuária – SUASA, do Sistema Nacional de Metrologia, Normatilização e Qualidade Industrial – SINMETRO, das resoluções do Conselho Nacional do Meio Ambiente – CONAMA e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA. Abrange os municípios de Correntes, Águas Belas, Paranatama, Palmerina, Terezinha, Saloá, Brejão, além de Iati, através de convênio de cooperação técnica e financeira para gestão compartilhada dos resíduos sólidos urbanos. Os respectivos prefeitos oficializaram o funcionamento e comprometeram-se em enviar caminhões com as coletas de toneladas de lixos, além da fomentação de conscientização da população para o cuidado com o Meio Ambiente.

Câmara aprova projeto que muda cadastro positivo, mas falta votar destaques


Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Depois de várias semanas de negociação e obstrução, o Plenário da Câmara dos Deputados iniciou nesta quarta-feira (9) a votação da proposta que torna obrigatória a inclusão de consumidores e empresas no cadastro positivo (PLP 441/17).
O texto-base foi aprovado com o voto favorável de 273 deputados e 150 contrários, mas as principais alterações ainda dependem de confirmação na próxima semana, quando serão votados os destaques e as emendas à proposta.
O PT pediu que a principal mudança seja votada de forma separada: a inclusão automática dos consumidores, que serão notificados de sua inclusão em até 30 dias após a abertura do cadastro no banco de dados pelos gestores – como SPC e Serasa.
O Psol quer retirar do texto o ponto que deixa de considerar quebra de sigilo das instituições financeiras o repasse de dados financeiros e sobre pagamento às agências de crédito para a formação do histórico de crédito. Outros oito destaques estão pendentes de votação. Cada mudança só será aprovada com o voto favorável de, no mínimo, 257 deputados, por se tratar de projeto de lei complementar.
O cadastro positivo já existe desde 2011, com participação voluntária. Os dados sobre pagamentos dos consumidores são repassados a empresas que formulam uma nota com base na adimplência e inadimplência. O objetivo é permitir que bons pagadores acessem juros menores a partir da sua nota.
Mudanças no texto
Para tentar vencer a resistência dos opositores, o relator da proposta, deputado Walter Ihoshi (PSD-SP), apresentou duas mudanças de última hora. A primeira delas é que o Banco Central deverá encaminhar ao Congresso Nacional, dois anos após a vigência da lei, relatório sobre os resultados alcançados com as alterações no cadastro positivo, para fins de reavaliação legislativa. A intenção é avaliar se haverá redução dos juros oferecidos ao consumidor.
A outra mudança torna responsáveis solidários, por eventuais danos morais aos consumidores, o banco de dados, a fonte da informação e a pessoa física ou jurídica que consultou os dados.
Sigilo e privacidade
A proposta tem como ponto mais polêmico a segurança dos dados dos consumidores. Para a oposição, haverá quebra de sigilo bancário com o repasse obrigatório de dados financeiros e sobre pagamentos. “Esse cadastro não será positivo, mas impositivo. Esse projeto de lei vai colocar no cadastro informações importantes sobre cada cidadão, que só poderá sair do banco de dados depois de 30 dias”, disse o deputado Ságuas Moraes (PT-MT).
O deputado Ivan Valente (Psol-SP) afirmou que irá à Justiça caso o texto seja aprovado pelo Congresso. “Se a proposta for aprovada, vamos ao Supremo Tribunal Federal entrar com uma ação direta de inconstitucionalidadeporque esta proposta é violação à individualidade e à privacidade do brasileiro”, disse.
Os deputados favoráveis à proposta, no entanto, afirmam que os dados serão resguardados e que haverá redução na taxa de juros aos bons pagadores. O deputado Silvio Costa (Avante-PE) destacou que o consumidor que não quiser permanecer no cadastro poderá pedir a exclusão dos seus dados. “Não há nada de antidemocrático. Hoje, o juro é alto porque o risco do crédito é alto. Como o cadastro diminui o risco da dívida, vão cair os juros”, disse.
Vice-líder do governo, o deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS) minimizou as críticas da oposição. “O sigilo bancário já existe hoje. Se, por acaso, Serasa e SPC vacilam, pagam uma fortuna. Esse cadastro vai beneficiar pequenos consumidores”, declarou.

ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

Reportagem – Carol Siqueira
Edição – Pierre Triboli

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias

Pratos para comemorar o Dia das Mães em casa

Para quem deseja evitar filas em restaurantes e não quer cozinhar na data especial, a opção é pedir as iguarias por meio do PedidosJá
Imagem ilustrativa



São Paulo, maio de 2018 – Diz o ditado popular que as mães sempre têm razão. E boa parte das pessoas já entendeu que quando elas falam que vai fazer frio é melhor levar um agasalho! Prepare-se, vai ter até geada. E como elas sempre nos ajudam em diversas situações de nossas vidas, que tal celebrar o Dia das Mães no conforto do seu lar com o que há de melhor da culinária de sua cidade, dedicando todo o seu tempo para paparicá-la, sem ter que cozinhar?
A fim de ajudar os maridos e filhos na escolha do menu, o PedidosJá - maior plataforma de delivery online da América Latina - listou quatro opções de pratos suculentos para agradar em cheio o paladar e o coração da mamãe:
Risoto de camarãoIdeal para quem é admirador de frutos do mar, o prato é uma ótima pedida para quem gosta de uma comida leve e saborosa. A iguaria se destaca por harmonizar muito bem com qualquer tipo de vinho branco seco, bebida bastante apropriada em ocasiões especiais como o Dia das Mães.
Berinjela à parmegianaCapaz de ajudar as mamães no combate aos radicais livres, redução do mau colesterol e estimular o crescimento de novos vasos sanguíneos, os pratos compostos com berinjela também se mostram uma excelente alternativa para comemorar a data especial. O PedidosJá recomenda a berinjela à parmegiana pelo fato de ter um sabor magnífico e cair bem com qualquer tipo de bebida.
Estrogonofe de CarnePara quem não abre mão da carne bovina, a indicação é pedir o bom e velho estrogonofe. Apesar de não ser necessariamente um dos pratos mais lights, os seus componentes como o creme de leite ajudam a aumentar a quantidade de cálcio no organismo.
Lasanha à bolonhesaOs amantes da culinária italiana também podem paparicar a mamãe com uma deliciosa lasanha à bolonhesa. Tradicional em todo mundo, o prato pode ser degustado em harmonia com vinhos tintos - geralmente o Carbenet Sauvignon - e costuma agradar gregos e troianos.
Sobre o PedidosJá
Líder em pedidos de comida online na América Latina, o PedidosJá possui em seu portfólio mais de 15.000 parceiros, conectando-os com milhões de usuários. No Brasil, a empresa conta com mais de 6.000 estabelecimentos cadastrados na plataforma em 200 cidades, o que torna o principal mercado de atuação da companhia. Além do Brasil, o PedidosJá opera na Argentina, Chile, Panamá, Paraguai e Uruguai. Seis anos após a criação, sua equipe de trabalho é composta por mais de 860 colaboradores. Mais informações acesse: www.pedidosja.com.br.
Para baixar o aplicativo do PedidosJá: iOS e Android

Passagem do metrô no Grande Recife fica quase 90% mais cara

Via site de Nena Cabral


As passageiros do Metrô do Recife começaram a sexta-feira (11) com mais gasto de dinheiro. Começou a valer hoje o reajuste de 87,5% na passagem, que passou de R$ 1,60 para R$ 3, e esse primeiro dia de aumento foi marcado por reclamações dos passageiros que utilizam o transporte. 
A equipe da TV Globo esteve logo cedo na Estação Central do Metrô, no bairro de São José, no Recife, e encontrou diversos passageiros reclamando do novo preço da tarifa, que quase dobrou. A reclamação mais comum é de não ter condições financeiras de absorver o aumento.
“Era aceitável que tivesse um acréscimo devido à temporada que ficou sem aumento, mas não assim, de uma vez, para o trabalhador suportar. São R$ 6 por dia, no mínimo”, disse o advogado Givanildo Medeiros.
Quem tem direito à meia passagem também vai pagar mais. “Antes, a gente pagava R$ 0,80, agora é R$ 1,50. É prejuízo. Tem muita gente que vem de longe, pega mais de uma condução”, reclamou a Estudante Nathalia Kelly Santos.


Além do aumento, passageiros também reclamaram sobre lotação dos vagões, sujeira nas estações, falta de segurança e atuação de ambulantes nos metrôs. 
O sistema metroviário no Grande Recife transporta cerca de 400 mil pessoas por dia. Ele tem duas linhas principais e 37 estações. De acordo com a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), o último reajuste foi há seis anos, quando a tarifa passou de R$1,50 para R$1,60.
A superintendente da CBTU, Leonardo Vilar, justificou que o reajuste na tarifa é medida fundamental para a continuidade da operação e manutenção do serviço prestado. “Quando se analisa a eficiência financeira do Metrô, vê-se que ela é muito baixa. Então, a gente precisa melhorar essa situação para melhorar o Metrô”, alegou.
Vilar explicou que o Metrô do Recife fica só com uma parte do valor da passagem. “Quando a gente aplica uma tarifa é R$ 3,20, o Metrô só fica com R$ 1,20, porque grande parte dos usuários, 56%, entram pelo terminal integrado de ônibus, e essas pessoas não pagam nada. Então, se você compara com outros metrôs do Brasil, que praticam tarifas de R$ 4 a R$ 5, ainda é uma tarifa social muito grande e a gente precisa reverter essa situação”, disse.
“O governo federal já iniciou as melhorias no Metrô. Lembrar que em 2016 a gente ia paralisar pela situação que estava, mas a gente continua operando e melhorando aos poucos. Já fizemos investimentos na área de segurança, até julho, agosto estamos implementando 1,3 mil câmeras full HD, que vai dar uma outra segurança. É um grande equipamento que você não consegue mudar de um dia para a noite”, disse Vilar. Metrô do Recife transporta cerca de 400 mil pessoas por dia 

Corrida por bilhete

O anúncio do aumento na tarifa do Metrô do Recife, na última segunda-feira (7), levou muita gente às bilheterias do sistema para comprar o cartão unitário ainda sem o reajuste de 87,5%. A procura foi tão grande que a CBTU decidiu, na quarta (9), limitar a compra de dois cartões por pessoa.
Mesmo assim, várias estações registram a falta do tíquete, chegando mesmo a esgotar, como na central do Recife e Joana Bezerra. A CBTU registrou grandes filas em várias bilheterias , mas nenhum tumulto. Houve relato também da ação de cambistas nas estações.

Pré-candidato a Deputado Federal, Nena Cabral é destaque em encontro da Rede Sustentabilidade em Paulista


O pré-candidato a Deputado Federal, Nena Cabral foi um dos destaques do encontro dos representantes da chapa da Rede Sustentabilidade em Pernambuco. Na ocasião, representantes de diferentes veículos de Paulista e de cidades do Litoral Norte pernambucano estiveram presentes no coletiva de imprensa realizado no restaurante Fome de Que?, no centro da cidade e participaram da discussão perguntando à Júlio Lóssio, Nena Cabral e Pastor Jairinho (pré-candidato a Senador pela Rede) sobre diferentes temas relacionados à economia, saúde, educação e mobilidade.
” Estamos unidos, acreditando na nova consciência política da população, que escolham candidatos ficha limpa, com experiência administrativa, dispostos a trabalhar para transformar o atual cenário da nossa política. Estas eleições são uma oportunidade para renovar o quadro de representantes do povo, tirar os que estão no poder e nada fizeram e não votar nos que estão aliados a governos reprovados pela população como é o caso da administração de Paulista” afirmou Nena Cabral, pré-candidato a Deputado Federal pela Rede Sustentabilidade.
Estiveram presentes no encontro: Miga da Reciclagem (pré-candidato Dep. Estadual), Valdir (pré-candidato Dep. Estadual), Aluizio Camilo (representando o pré-candidato a senador Antônio Souza), Xandeco (pré-candidato Deputado Estadual),  Gilberto Sabino (pré-candidato Deputado Estadual), Raminho (pré-candidato Deputado Estadual), Júlio Lóssio (pré-candidato governador de Pernambuco), Nena Cabral (pré-candidato Dep. Federal). Todos formando a chapa da Rede Sustentabilidade em Pernambuco
Confira a composição da chapa da Rede Sustentabilidade com os pré-candidatos na escala federal e estadual:

:
Marina Silva- Presidência da República
Júlio Lóssio- Governo do Estado
Antônio Souza- Senado
Pastor Jairinho- Senado
Nena Cabral- Deputado Federal

22ª Conferência da Unale discute “os desafios de um novo Brasil”​


Começou nessa quarta (9) em Gramado (RS), a 22ª Conferência da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale). O presidente da Alepe, deputado Guilherme Uchoa (PSC), e o primeiro-secretário da Casa, deputado Diogo Moraes (PSB), estão entre os parlamentares estaduais pernambucanos que participam até esta sexta (11) do evento. “Os desafios de um novo Brasil” são o tema da conferência.


Socorro Pimentel aponta precariedade em maternidades do Estado

A proximidade do Dia das Mães e a precariedade constatada em visitas a maternidades públicas do Estado foram tema do discurso da deputada Socorro Pimentel (PTB). “Nesta manhã, centenas de mães estão reunidas em Petrolina no movimento intitulado ‘Eu sou mãe e tenho medo’”, destacou. Relatando que percorreu maternidades de várias regiões do Estado, a parlamentar cobrou maior comprometimento do Estado, inclusive com a execução de emendas parlamentares. 


Identificação no bem de norte a sul, de leste a oeste


Paiva Netto
 
Enquanto os governos não chegam às “soluções definitivas” para a miséria, que cada criatura, por iniciativa pessoal ou em comunidades, faça mais do que puder — e não o deixe de realizar — pelo semelhante, pondo em ação o poderoso espírito associativo de Caridade, tão apregoado e vivido por Jesus,MuhammadMoisésBudaOnisaburoConfúcioGandhi e outros luminares da História não somente do campo religioso, entre estes:
 
Aristóteles (384-322 a.C.), filósofo grego — “A felicidade consiste em viver bem e fazer o Bem”.
 
Anália Franco (1853-1919), educadora brasileira — “Eduquemos e amparemos as pobres crianças que necessitam de nosso auxílio, arrancando-as das trilhas dos vícios, tornando-as cidadãos úteis e dignos, para o engrandecimento de nossa pátria”.
 
Princesa Diana (1961-1997) — “Todos precisamos demonstrar quanto nos preocupamos uns com os outros e, nesse processo, cuidar de nós mesmos”.
 
Rui Barbosa (1849-1923), jurista, jornalista, político e diplomata brasileiro — “Todos os que dão aos necessitados, todos os que valem aos desvalidos, todos os que acodem aos aflitos, aos feridos, aos doentes, todos esses estão dentro do Evangelho, cuja substância se resume na caridade”.
 
Charles Chaplin (1889-1977), ator e diretor de cinema inglês — “Lutemos por um mundo novo... um mundo bom que a todos assegure o ensejo de trabalho, que dê futuro à juventude e segurança à velhice”.
 
André Rebouças (1838-1898), engenheiro militar, inventor e abolicionista brasileiro —“(...) A paz armada está para a guerra como as moléstias crônicas para as moléstias agudas; como uma febre renitente para um tifo. Todas essas moléstias aniquilam e matam as nações; é só uma questão de tempo”.
 
Anne Frank (1929-1945), jovem escritora judia — “Todo mundo tem dentro de si um fragmento de boas notícias. A boa notícia é que você não sabe quão extraordinário você pode ser! O quanto você pode amar! O que você pode executar! E qual é o seu potencial! (...) Que maravilha é ninguém precisar esperar um único momento para melhorar o mundo”.
 
Dra. Zilda Arns (1934-2010), médica pediatra, sanitarista brasileira e fundadora da Pastoral da Criança — “O trabalho social precisa de mobilização das forças. Cada um colabora com aquilo que sabe fazer ou com o que tem para oferecer. Deste modo, fortalece-se o tecido que sustenta a ação, e cada um sente que é uma célula de transformação do país”.
 
La Fontaine (1621-1695), fabulista francês — “Amai, amai, que tudo o mais é nada”.
 
Saadi (1213-1292), poeta persa, cujos seguintes versos se encontram inscritos em tapeçaria exposta na parede de entrada do edifício das Nações Unidas, em Nova York — “Os seres humanos são membros de um todo,/ Na criação de uma só essência e uma só Alma./ Se um membro é afligido com dor,/ Outros membros ficarão desconfortáveis./ Se você não tem simpatia pela dor humana,/ Você não poderá conservar o nome de humano”.
 
Irmã Dulce (1914-1992), também conhecida como “O anjo bom da Bahia (Brasil)”, ganhadora da Comenda da Ordem do Mérito da Fraternidade Ecumênica do ParlaMundi da LBV (1997 — categoria Solidariedade) — “Se houvesse mais Amor, o mundo seria outro; se nós amássemos mais, haveria menos guerra. Tudo está resumido nisso: dê o máximo de si em favor do seu Irmão, e, assim sendo, haverá Paz na Terra”.
 
Winston Churchill (1874-1965), político e escritor inglês, Prêmio Nobel de Literatura de 1953 — “Todas as grandes coisas são simples. E muitas podem ser expressas em palavras singulares: Liberdade; Justiça; Honra; Dever; Piedade; Esperança”.
 
Herbert José de Sousa, o Betinho1 (1935-1997), sociólogo, ganhador da Comenda da Ordem do Mérito da Fraternidade Ecumênica do ParlaMundi da LBV (1996 — categoria Solidariedade) — “Não posso ser feliz diante da miséria humana. O fim da miséria não é uma utopia”.
 
Florence Nightingale (1820-1910), ícone inglesa da Enfermagem, que sempre encerrava suas cartas com uma frase manifestando seu extremado zelo pelo próximo — “É caridade cuidar bem de corpos doentes. É uma caridade maior cuidar bem e com paciência de mentes doentes (...). Contudo, existe uma caridade ainda maior: fazer o Bem àqueles que não são bons conosco (...)”.
Portanto, “que os homens possam se lembrar de que são irmãos”, conforme exortou Voltaire (1694-1778). No seu Tratado sobre a Tolerância, François-Marie Arouet (verdadeiro nome do polêmico pensador francês) grafou:
 — A Natureza diz a todos os homens: (...) Eu vos dei braços para cultivar a terra e um pequeno lume de razão para vos guiar; pus em vossos corações um germe de compaixão para que uns ajudem os outros a suportar a vida. Não sufoqueis esse germe, não o corrompais. Compreendei que ele é divino (...).
 
Sim, caro Voltaire, e que dessa forma seja de norte a sul, de leste a oeste, pois o tempo histórico para que a Humanidade entenda que a conservação do planeta depende do nosso comportamento verdadeiramente civilizado está diminuindo a olhos vistos. E essas não são palavras de um místico vidente, por mais respeitável que seja, porém a simples constatação da realidade. Jamais, como agora, se fez tão necessária a mensagem de conforto e esperança.
 
José de Paiva Netto, jornalista, radialista e escritor.
_____
 Betinho — Por sua luta contra a fome, recebeu de Paiva Netto a alcunha de “Cidadão Solidariedade”.
 
Serviço — Tesouros da Alma (Paiva Netto), 304 páginas. À venda nas principais livrarias e nas bancas de jornal.

Edilson Silva reclama de falta de bancas em escola do Recife




Falta de bancas na Escola Municipal Oswaldo Lima, no Pina, Zona Sul do Recife, noticiada pela imprensa, motivou pronunciamento do deputado Edilson Silva (PSOL) durante a Reunião Plenária desta quinta (10). O problema estaria forçando um “rodízio” de salas e reduzindo o tempo das aulas ministradas.
O parlamentar lembrou que, no mês passado, a Prefeitura do Recife incrementou em R$ 60 milhões os recursos destinados à propaganda institucional e defendeu que, diante da urgência, as cadeiras fossem adquiridas com dispensa de licitação. “Faço apelo ao prefeito Geraldo Julio para que pegue um ‘trocadinho’ da verba de publicidade e compre as bancas que os alunos precisam para estudar”, disse.
Silva ressaltou que uma organização não governamental já vinha denunciando o problema em outras escolas da Capital, e que ele próprio havia constatado más condições em outros estabelecimentos de ensino da cidade. “É absolutamente revoltante. Parabenizo a imprensa por trazer esse assunto a público, porque demonstra o contraste entre a realidade e a pouca vergonha que é a propaganda da Prefeitura.”


Campanha Maio Amarelo motiva debate no Grande Expediente Especial​

Mês internacionalmente dedicado a debates e reflexões sobre segurança no trânsito, o Maio Amarelo foi assunto do Grande Expediente Especial (GEE), na Assembleia. A programação deste ano traz como tema “Nós somos o trânsito”, visando destacar a responsabilidade que cada indivíduo apresenta neste espaço coletivo e clamar por um maior envolvimento de todos os segmentos neste debate.


Atualização cadastral do Cemitério Campo Santo São José em Paulista

O principal cemitério do município do Paulista, o Campo Santo São José, localizado na Rodovia PE – 15, em Artur Lundgren I, segue na atualização cadastral para os proprietários ou responsáveis por ossuários, túmulos e gavetas. A iniciativa tem como objetivo organizar os dados cadastrais do local.
A atualização cadastral vai durar 90 dias. Para efetuar o procedimento, os proprietários devem levar os seguintes documentos: RG, CPF e documentação de identificação por qualquer um dos ossuários, túmulos e gavetas, documentos originais e cópias anexadas. A administração do cemitério funciona de segunda a dom