Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Proaes abre inscrições para projeto de extensão UFPE no Meu Quintal

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) está com inscrições abertas até o dia 20 para a edição 2018.1 do projeto extensionista UFPE no Meu Quintal, promovido pela Pró-Reitoria para Assuntos Estudantis (Proaes). Os estudantes de graduação dos três campi podem propor atividades em seis eixos de atuação: meio ambiente; tecnologias sociais e desenvolvimento humano; saúde; educação; cultura; e justiça e cidadania. Confira o edital. Esta edição será na cidade de Tuparetama, no Sertão do Pajeú, a 376 km do Recife, de 22 a 29 de julho, nas férias acadêmicas.



O projeto apresenta a oportunidade aos discentes de agregarem novas vivências em educação experiencial, levando às populações carentes do interior do estado contribuições nas mais diversas áreas de formação, com o objetivo de estimulá-los a desenvolverem suas competências e habilidades, em atividades relacionadas à orientação de práticas acadêmicas.
A Operação Tuparetama do Programa UFPE No Meu Quintal selecionará 80 graduandos para a aplicação das intervenções, podendo haver propostas individuais ou em duplas. As propostas individuais que se assemelhem quanto ao eixo temático e a linha de atuação poderão ser aglutinadas e os proponentes trabalharão juntos, para ampliação da abrangência das ofertas das vivências propostas. Os estudantes selecionados exercerão as atividades de forma voluntária.
Podem participar estudantes matriculados no período da realização da operação, e que estejam inseridos no período regular do curso; dispuserem de 40 horas semanais para dedicação às atividades pertinentes ao projeto (durante uma semana); e apresentarem frequência mínima de 75% nas atividades escolares. É vedada a participação de estudantes que foram selecionados em edições anteriores do projeto. Os selecionados receberão um certificado de 120 horas.
Além disso, é preciso que os alunos atendam aos seguintes critérios de desempenho: matrícula semestral em número de disciplinas que permita o término do curso de graduação dentro do período previsto; aprovação em, pelo menos, 50% das disciplinas cursadas nos dois semestres anteriores; e ausência de reprovação por falta em cada um dos dois semestres anteriores, salvo nos casos de força maior, devidamente justificados e aprovados pela Proaes.
É responsabilidade da UFPE fornecer o transporte dos alunos nos deslocamentos necessários à realização de todo o ciclo da operação, com saída e retorno em frente ao prédio da Reitoria. A Prefeitura de Tuparetama arcará com a hospedagem em alojamentos e três refeições diárias para os alunos. Os traslados entre as escolas e alojamento da sede da cidade aos distritos envolvidos serão de responsabilidade da prefeitura, além de eventuais atendimentos médicos de emergência.

XVIII JEPEX aborda ciência e tecnologia como estratégias para o fortalecimento da educação


A Comissão Organizadora da XVIII Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão (JEPEX) da UFRPE divulgou as primeiras informações referentes à Jornada em 2018. Com o tema “Ciência e Tecnologia para o Fortalecimento da Educação”, a XVIII JEPEX será realizada em 16 a 18 de outubro no Recife e no Cabo de Santo Agostinho (UACSA), de 30/10 a 1 de novembro em Serra Talhada (UAST), de 6 a 8/11 em Garanhuns (UAG) e de 21 a 23 no Colégio Dom Agostinho Ikas (Codai) e no dia 20 de outubro para a Unidade Acadêmica de Educação a Distância e Tecnologia (UEADTec).
Neste ano a Jornada contará com algumas novidades. Segundo comunicado da Comissão Organizadora, uma grande novidade é que a partir de 2018 a JEPEX passa a ser considerada um evento oficial previsto no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da UFRPE, classificado como evento Regional.
Outra boa notícia é que a apresentação de trabalhos poderá ser feita por meio de vídeo, medida que tem o objetivo de atender o público com dificuldade de deslocamento até o local do evento. Além disso, a possibilidade de apresentação por meio de vídeo busca fortalecer a participação da sociedade, promover, integrar, divulgar e preservar a memória científica da UFRPE. Os detalhes dessa modalidade de apresentação serão divulgados pela Comissão em breve.
Os interessados em submeter trabalhos na XVIII JEPEX terão que realizar o encaminhamento dos resumos no período de 1º de junho a 31 de julho. No mês de agosto os trabalhos serão avaliados e, ao fim do processo, serão divulgados os resultados com os aprovados. O encaminhamento dos e-pôsteres e dos trabalhos em formato vídeo deve ser realizado em setembro.
A Comissão Organizadora pede que os estudantes, professores e técnicos-administrativos envolvidos com a realização da JEPEX busquem se planejar para a participação no evento, evitando possíveis dificuldades.
Também foi destacada a possibilidade de vinculação de novos eventos à XVIII JEPEX, como semanas acadêmicas, seminários, congressos, entre outros. Estes teriam a possibilidade de aproveitar parte da estrutura da JEPEX na emissão de certificados de participação, palestras, minicursos, entre outras atividades.
A Comissão ressalta a importância da participação de todos os setores acadêmicos e programas envolvidos para o sucesso da XVIII JEPEX.
Informações: jepex@ufrpe.br

Servidores ganham medalhas comemorativas pelos 70 anos da UFPE

Como última atividade relativa ao seu aniversário de 70 anos, a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) realizou, ontem (10) à tarde, a solenidade de entrega de medalhas comemorativas a servidores docentes e técnico-administrativos que fazem parte da história da Universidade. O evento lotou o Auditório Newton Maia, no Centro de Tecnologia e Geociências (CTG), no Campus Recife.

Grupo de docentes e técnicos administrativos recebe medalhas 

O coro Opus 2, dirigido pelo professor Flávio Medeiros, do Departamento de Música, abriu a comemoração. O grupo interpretou desde o samba “Lata d’água”, composição de Joaquim Antônio Candeias Júnior, até canções africanas e do gênero musical “spiritual”, nascido nos Estados Unidos pelas vozes de escravos negros. O coro foi aplaudido de pé depois de “City called heaven”, que teve a cantora Surama Ramos como solista.

Em seguida, o reitor Anísio Brasileiro deu início à solenidade, afirmando que as escolhas feitas pelos servidores homenageados marcam seu compromisso de servir à universidade pública, ao país e ao povo. “Feita pelas pessoas e para as pessoas, a Universidade atravessa o tempo respondendo aos desafios colocados pela sociedade”, afirmou ele, destacando a importância de a comunidade acadêmica ser inovadora para manter a relevância da instituição.