Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Prefeitura do Paulista avança no ordenamento da faixa de areia na praia de Maria Farinha


A Prefeitura do Paulista está concluindo a análise do cadastramento realizado com os comerciantes e moradores da faixa de areia da praia de Maria Farinha. O cadastramento é parte de uma ação do Ministério Público Federal que teve origem em 2004 e que agora determina prazos para a gestão municipal efetivar o ordenamento daquele trecho da orla.
Segundo o secretário de Politicas Sociais, Esportes e Juventude do Paulista, Augusto Costa, o cadastramento está concluído e o relatório identificando cada caso será encaminhado ao Ministério Público dentro do prazo que acaba esta semana.
“Nós identificamos um número bem pequeno de pessoas que moram naquelas construções irregulares da orla, cerca de 10 famílias. Estamos avaliando o perfil para ver se atendem aos critérios do Auxilio Moradia. As demais construções são pessoas que comercializam permanentemente ou na época do verão. Daí vamos negociar a saída dessas pessoas, como determinou a justiça, mas de forma respeitosa e acolhedora”, informou Augusto.
Os próximos passos para o ordenamento da Orla serão dados através de uma ação integrada entre a Secretaria Executiva de Meio Ambiente e a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação, cujo secretário, Roberto Couto, está acompanhando de perto os encaminhamentos da gestão, que envolve ainda a Secretaria de Assuntos Jurídicos.
“Esta decisão da justiça determina que a gestão devolva à população a praia, o mais próximo possível, do que era antes, destas construções irregulares. È o que estamos buscando. Já cadastramos os moradores e comerciantes, estamos avaliando caso a caso, vamos entrar com algumas intervenções, para atender o que foi determinado pelo Ministério Público Federal, que determinação da justiça não se questiona, cumpre,” concluiu Roberto Couto.
De acordo com a ação do Ministério Público Federal, a gestão municipal tem um prazo de 90 dias, a partir da conclusão do cadastramento dos ocupantes da orla, para concluir uma ação de ordenamento da área e devolver a população as praias livres de construções irregulares e de resíduos.

Palestra aborda importância da meditação para profissionais da Educação do Paulista



“A prática da meditação eleva o potencial do ser humano, causando efeitos benéficos ao estado mental e emocional. Além de prevenir doenças e melhorar os relacionamentos interpessoais. Perfeito para os profissionais de educação, para que possam produzir melhor suas atividades”, foi o que disse a fisioterapeuta e educadora física Suzete Lima, na palestra que reuniu os técnicos da Secretaria de Educação do Paulista, na manhã desta quinta-feira (14.05).
A ação aconteceu no prédio da secretaria (no Centro), com o intuito de proporcionar um dia de relaxamento para os profissionais. Na oportunidade, os técnicos aprenderam a praticar a meditação, visando alavancar o desenvolvimento pedagógico do município. Segundo a fisioterapeuta, aqueles que se habituam a meditar todos os dias conseguem ser mais criativos, tornam-se mais expressivos e conduzem melhor os relacionamentos.
Cerca de 30 profissionais participaram do momento de reflexão. Simone Barros, que atua com Apoio Técnico Pedagógico no Paulista, comentou acerca da relevância de ter esses momentos de relaxamento. “Trabalhar a questão emocional é tão importante quanto cuidar do corpo. Devido ao nosso dia a dia conturbado, repleto de atividades importantes é muito bom e necessário parar em alguns momentos e ficar atentos ao nosso estado mental”, afirmou.
“Enquanto profissionais a mente tem muitas atribuições, cobranças e responsabilidades. Então, chega um momento que é necessário desacelerar para manter a qualidade de vida, até mesmo por questão de saúde. Por isso achamos importante oferecer esse momento de reflexão, para que os profissionais possam ficar bem com eles mesmos e assim contribuir bem mais na educação da garotada”, concluiu a coordenadora de psicologia e orientação discente do Paulista, Fátima Mota.

Educação do Paulista e Ministério Público definem data para divulgar retificação do edital de homologação de concurso público

Em audiência no Ministério Público do Estado de Pernambuco, na 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania do Paulista, a Secretaria de Educação e representantes da empresa Contemax, realizadora do Concurso para Professores da Rede Municipal de Ensino, definiu a data da publicação da 1ª Retificação do Edital de Homologação do Resultado Final e Classificação, contendo a lista de todos os aprovados no certame. 



Na ocasião, ficou definido que o material será divulgado na próxima segunda-feira (18.06), no Diário Oficial dos Municípios, publicado pela Associação Municipalista de Pernambuco (AMUPE).

De acordo com a Secretaria de Educação, não foi tratado na reunião sobre a divulgação do cadastro de reserva. Contudo, o órgão já adianta que este cadastro será divulgado até o mês de dezembro de 2018, considerando a variação do número de vagas, devido a eminência das aposentadorias. 

Termina nesta quinta-feira o prazo de inscrição para o concurso público da Prefeitura do Paulista



  1. |Concurseiros, fiquem atentos! O prazo para se inscrever no concurso público da Prefeitura do Paulista termina nesta quinta-feira (14.06), já o pagamento da taxa poderá ser efetuado até a sexta (15.06). Os interessados devem fazer a inscrição pelo site www.upenet.com.br. Quem não tiver acesso a computadores pode realizar o procedimento diretamente na Secretaria de Administração, localizada na travessa da mangueira, nº 5 - Aurora. O atendimento é feito das 8h às 13h.

As provas, que serão aplicadas nas cidades do Paulista e Recife, devem ocorrer no dia 29 de julho. O certame terá duas etapas: objetiva (para todos os cargos) e títulos (apenas para os cargos de nível superior). As inscrições custam R$ 70 (Nível Médio) e R$ 100 (Nível Superior). 

Ao todo, 439 vagas serão ofertadas, sendo 387 para a saúde, 31 para assistência social e 21 para o meio ambiente. Os salários variam de R$ 1.040,30 a R$ 4.931,02. O prazo de validade do concurso é de dois anos a partir da data da homologação de seu resultado final no Diário Oficial da AMUPE, podendo ser prorrogado uma vez e por igual período através de portaria do gabinete do prefeito.

Confira abaixo algumas das vagas disponíveis:

Saúde:

Dermatologista (04 vagas), Endocrinologista (04 vagas), Geriatra (02 vagas), Ginecologista / Colposcopista (04 vagas), Psiquiatra Adulto (05 vagas), Técnico de Enfermagem (74 vagas); Agente de Saúde Função: Cuidador (10 vagas); Fonoaudiólogo (08 vagas); Auxiliar Em Saúde Bucal (22 vagas); Farmacêutico (09 vagas); Fisioterapeuta (06 vagas); Nutricionista (08 vagas); Profissional de Educação Física (11vagas); Condutor Socorrista (24 vagas); Maqueiro (04 vagas) e Sanitarista (08 vagas).
Meio Ambiente:
Engenheiro Civil (02 vagas); Engenheiro Ambiental (02 vagas); Biólogo (01 vaga); Engenheiro Florestal (01 vaga); Geólogo (01 vaga); Engenheiro Agrônomo (01 vaga); Engenheiro de Pesca (01 vaga); Químico (02 vagas), Serviço Social (02 vagas), Técnicos Ambientais de Edificações (01 vaga), Saneamento (01 vaga), Química (01 vaga), Geoprocessamento (01 vaga), Agrícola (02 vagas) e Meio Ambiente (02 vagas)
Políticas Sociais e Esporte:
Psicólogo (12 vagas); Assistente Social (15 vagas) e Pedagogo (04 vagas).

Aprenda quais os primeiros socorros devem ser adotados em caso de queimaduras

Estourar fogos de artifícios, pular fogueiras e soltar balões é uma tradição nas festas juninas de todo o nordeste. Mas é importante ficar alerta, pois nessa época do ano é muito comum à ocorrência de queimaduras provocadas pelo calor intenso do fogo. Estas lesões na pele, que atinge principalmente homens, adolescentes e crianças, estão sempre associadas ao manuseio inadequado de fogos, uso de álcool e a venda inadequada destes produtos. 

No período de São João são registrados muitos acidentes causados pelo mau uso dos fogos e fogueiras e, apesar de serem muito comuns, muitas pessoas não sabem o que fazer para tratar a queimadura, que mesmo sendo um ferimento simples é extremamente dolorosa. Antes de tratar uma queimadura, é importante entender que tipo, ou grau sofreu. 

O Ministério da Saúde recomenda que as pessoas que sofrerem algum tipo de queimadura devem lavar o ferimento com água corrente, evitar tocar na área da lesão e procurar o serviço médico mais próximo de sua residência. Ainda que os menores se curem sem muita atenção médica, as mais graves exigem cuidados especiais para prevenir infecções e diminuir a rigidez das cicatrizes. 

Um dos locais que recebem grande parte dos acidentes com fogos nesse período é o Hospital da Restauração, no Recife. Segundo doutor Marcos Barreto, chefe do Departamento de Queimados da unidade hospitalar, o período junino traz uma demanda de 60 a 70 pacientes vítimas de acidentes com fogos e fogueiras todo ano, totalizando cerca de 200, se contar com os casos recorrentes de queimaduras que a unidade já recebe, como de escaldadura, de álcool, gasolina, incêndios, tentativa de suicídio, choque elétrico, explosão de botijão de gás, dentre outros.

O médico, que é especialista em vítimas de queimadura, explicou que o tratamento para essas pessoas varia de acordo com a extensão da lesão causada no acidente. De acordo com ele, até a forma de primeiros socorros é diferenciada. No entanto, uma coisa ele ressalta para ambos os casos: não se pode colocar absolutamente nada no ferimento de queimadura, somente, envolver em pano limpo e socorrer imediatamente para um hospital.

“Em caso de acidente com fogos e fogueiras a primeira coisa que tem de ser feita, é colocar o seguimento afetado em água corrente por pelo menos uns 20 minutos para aliviar a dor, porque é isso o que mais incomoda no paciente queimado. Em seguida, você envolve o local em um pano limpo e úmido e o socorre para uma unidade de tratamento hospitalar. Lembrando que isso, apenas se for o caso de uma queimadura segmentar, ou seja, o que pegou o segmento da mão, do tórax e assim por diante”, alertou Marcos Barreto. 

Já em casos de acidentes maiores, com danos maiores como, por exemplo, uma bomba que tenha explodido na mão de alguém, e perdeu um dedo ou parcialmente a mão, ou lesão grande de tórax e de face, nesse caso não pode colocar em água. “É só envolver o local para isolar em um pano limpo e em seguida transferir imediatamente para um hospital, porque quanto mais rápido o atendimento, melhor será o resultado final”, completou o médico. 

Projeto Escola de Pais segue visitando escolas do Paulista


Visando o avanço dos estudantes do Paulista, o projeto Escola de Pais visitou a 4ª unidade escolar da rede municipal. Dessa vez, a equipe técnica da Secretaria Municipal de Educação esteve na Escola Municipal Edson Gomes, no Janga, na tarde desta quinta-feira (13.06). A iniciativa tem o compromisso de fortalecer os vínculos afetivos entre a família e a escola.
A primeira visita na unidade escolar foi para apresentar o projeto, além de conscientizar as famílias sobre as responsabilidades com os filhos, consideradas totalmente essenciais para o sucesso no aprendizado. Serão quatro encontros com processos diferentes por escola, incluindo diálogo com as famílias, palestras e oficinas criativas.
Uma das mães que estavam presentes na ocasião, Juliana Martins, comentou a importância de participar das visitas.  “A educação começa em casa, a escola é um braço a mais. Infelizmente nem todos os pais entendem isso, por isso achei muito válido esse projeto reforçar a nossa parte, além de nos oferecer sugestões para aprimorar a nossa prática em casa com os nossos filhos”, concluiu.
“A aprendizagem é algo natural, mas precisa de incentivo. Entendemos que os pais são os principais responsáveis em preparar as crianças em casa, para que possam tem um bom desenvolvimento na sala de aula. Então essa é uma tentativa nossa de melhorar o diálogo e firmar o nosso relacionamento com as famílias”, destacou a coordenadora do projeto, Léa Ribeiro.

Confira as oportunidades da Agência do Trabalho do Paulista nesta quinta-feira


Você que procura uma colocação no mercado de trabalho deve ficar atento às oportunidades que a Agência do Trabalho do Paulista oferece, nesta quinta-feira (14.06). Tem duas vagas para técnico de refrigeração (instalação), com Ensino Médio incompleto, a experiência não foi exigida. O salário não foi informado.
Para as pessoas com deficiência a agência oferece uma vaga para assistente administrativo, com Ensino Superior incompleto, e seis meses de experiência. O salário é de 1.186,23. Ainda tem duas vagas para embalador, com Ensino Médio completo, seis meses na Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS). A remuneração não foi informada.
Os interessados devem comparecer à Agência do Trabalho do Paulista, que fica localizada na Praça Frederico Lundgren, s/n, no Centro. O órgão funciona de segunda a sexta-feira, das 07h às 13h. Para outras informações entrar em contato com a Central de Vagas: 3183-7293.