Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Saiba como combater e prevenir o contato com o bicho-de-pé

Às vezes somos pegos de surpresa com a presença indevida do famoso bicho-de-pé, este pequeno parasita entra na pele, principalmente nos pés, se desenvolvendo rapidamente. Geralmente o pegamos quando entramos em contato com quintais, jardins, chiqueiros ou a montes de esterco, com pouca luminosidade.
Ao entrar em contato com o bicho-de-pé, a pessoa pode sentir certas lesões em decorrência de infecções principalmente nas plantas dos pés, ao redor das unhas e nos espaços entre os dedos, mas podem também acontecer nas mãos ou em qualquer outro órgão do corpo. Nos primeiros trinta minutos após a penetração na pele aparecem uma mancha avermelhada e leve dor local.
Em seguida, os sintomas que podem surgir na pele ao longo dos dias são: erupção na pele, com um ponto preto no centro e branco à volta; coceira; dor e desconforto; presença de secreção transparente ou amarelada, caso haja inflamação ou infecção local.
Mesmo que o parasita fique pouco tempo em contato com a pele, é muito importante que seja feito o tratamento, para evitar complicações como infecções por bactérias, perda de unhas, formação de úlceras e deformidades nos dedos, como também para impedir que novos ovos fiquem no local.
Confira algumas dicas de como tratar esta infecção:
Para a retirada do bicho é importante que seja feita no posto de saúde com uma agulha cortante e um bisturi, onde será feita a limpeza no local e a esterilização dos materiais; usar remédios como Tiabendazol ou Ivermectina, prescritos pelos médicos, neste caso, quando já existe um grande número deles pelo corpo.
Outra ferramenta importante é o uso de pomadas à base de cânfora ou vaselina salicilada, ou com o mesmo principio ativos dos vermífugos. O médico pode orientar o uso de antibióticos, como Cefalexina, em caso de infecção por bactérias.
Para prevenir o bicho-de-pé, é recomendado sempre usar calçados fechados em locais com areia e por onde passam muitos animais domésticos, como cães e gatos. 

Centro Integrado de Segurança continua contribuindo com a prevenção à criminalidade em Paulista

A Prefeitura do Paulista, por meio da Secretaria de Segurança Cidadã e Defesa Civil, segue focada na prevenção à criminalidade, especialmente, no enfrentamento ao tráfico e consumo de drogas no município. Com o auxilio das 16 câmeras de vídeo monitoramento, que fazem parte do Centro Integrado de Segurança (CIS), a equipe da Guarda Municipal tem atuado em diversos pontos da cidade para aumentar a sensação de segurança da população.
Atenta aos casos que refletem diretamente na segurança pública, os servidores têm atuado 24h por dia, registrando e encaminhando as ocorrências para a Patrulha Cidadã (GCM). Os profissionais também contam com o apoio da Central de Operações da Polícia Militar do 17º BPM, do Delegado de Polícia Civil e dos Comandos da 1º e 2º Cia, que atuam em suas determinadas competências.
Nos últimos dias, esse trabalho integrado resultou na apreensão de suspeitos em praticar tráfico de drogas na Praça Aníbal Fernandes, localizada em Jardim Paulista Baixo, um dos bairros mais populosos do município.
“Queremos que esses ambientes sejam frequentados exclusivamente por famílias, que os pais possam levar seus filhos para brincar sem se preocupar com a criminalidade”, destacou o secretário de Segurança Cidadã e Defesa Civil do Paulista, Manoel Alencar.

Desde a implantação da Central de Monitoramento, em janeiro de 2016, mais de 1200 casos foram registrados pelas câmeras. Isso significa qu