Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

UFRPE inaugura Cátedra Paulo Freire no aniversário de 97 do educador

No próximo dia 19 de setembro, o educador Paulo Freire faria 97 anos se estivesse vivo. E uma das homenagens ao célebre pernambucano ocorre na Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), que, no dia seguinte, lança a sua Cátedra Paulo Freire.
O espaço de ensino, pesquisa e extensão chega para complementar as outras oito existentes no Brasil, com o diferencial de ter como norte o tema Educação para a sustentabilidadeA instância – considerada a cadeira máxima de uma instituição de ensino – funcionará no Departamento de Educação (DEd) do Campus Dois Irmãos, e será inaugurada às 19h30 do dia 20, integrando a programação do X Colóquio Internacional Paulo Freire, que ocorre na UFPE.



Com a Cátedra, a UFRPE busca preencher a lacuna da sustentabilidade nos trabalhos de orientação freireana e envolve as sustentabilidades social, política, econômica e educacional. O diálogo na UFRPE para formação da instância freiriana surgiu a partir da pesquisa de pós-doutorado da professora Monica Folena, diretora do Departamento de Educação. A pesquisadora estudou como as cátedras, centro e institutos sobre Paulo Freire no Brasil envolvem a temática da sustentabilidade.

Segundo Folena, a partir da Cátedra, a UFRPE amplia a produção e socialização do conhecimento em educação. Também buscará se vincular à Unesco no primeiro ano de trabalho. “A cátedra vem somar esforços aos outros espaços onde Paulo Freire já é guia, para gerar ações no tripé universitário. O pensamento de Paulo Freire é imortal; é mais atual do que nunca. E um dos ensinamentos que ele nos traz é de que a educação precisa ser problematizadora, viva, dialógica, humanizadora”, destaca.

A institucionalização de um espaço em que Paulo Freire é guia surge num movimento de reconhecimento e visibilidade do pesquisador, educador e filósofo brasileiro, reconhecido e premiado internacionalmente. O pernambucano é reverenciado  por sua contribuição na História da Pedagogia, influenciador da pedagogia crítica com reconhecido trabalho na Educação Popular, o que o tornou Patrono da Educação Brasileira. 

Informações para reportagem: Profa. Monica Lopes Folena Araújo, coordenadora da Cátedra Paulo Freire – 9 9980.9073 / 3320.6580.

Pesquisas consolidam rejeição a Paulo e mostram peso das oposições em Pernambuco

O eleitorado pernambucano teve acesso nesta quarta-feira (5) às duas primeiras rodadas de pesquisas para governador do Estado realizadas neste início da propaganda partidária no rádio e na televisão. Em ambas, uma coincidência: a alta rejeição ao nome de Paulo Câmara.


Na pesquisa da Rede Record, divulgada nacionalmente, o candidato do PSB é rejeitado por 47% do eleitorado. Na sondagem do Ibope ele também é o mais rejeitado, com 33%.
No levantamento da Record, Paulo e Armando estão empatados em intenções de votos, com 26% e 23%, respectivamente. No Ibope, ambos cresceram, com Armando subindo de 21% para 24% em relação à primeira rodada e Paulo somando 33%.
Levando em consideração a margem de erro de 3 pontos percentuais nas duas pesquisas, o cenário eleitoral aponta para um segundo turno, com empate entre o socialista e a soma dos candidatos de oposição, pelo Ibope. Na pesquisa da Record, Armando e os demais candidatos de oposição têm 12 pontos percentuais mais que Paulo.