Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

G1: Pesquisa Ibope aponta opinião dos eleitores sobre Bolsonaro e Haddad com índice de rejeição e certeza do voto

G1 - Portal da TV Globo

Pesquisa Ibope para presidente divulgada nesta terça-feira (23) apontou qual a opinião dos eleitores sobre os candidatos, apontando os índices de rejeição e certeza do voto.

Para medir os índices, o Ibope perguntou: "Para cada um dos candidatos a Presidente da República citados, gostaria que o(a) sr(a) dissesse qual destas frases melhor descreve a sua opinião sobre ele". Na sequência, o entrevistado apontava se "com certeza votaria nele", "poderia votar nele", "não votaria nele de jeito nenhum", "não o conhece o suficiente para opinar".


A 4 dias do 2º turno, correm prazos para propaganda e atos políticos

Agência Brasil
Publicado em 24/10/2018 - 07:25
Por Agência Brasil  Brasília

A quatro dias do segundo turno, os prazos do calendário eleitoral correm mais rápidos. Amanhã (25) é o último dia para atos políticos. O horário, entretanto, é mais prolongado. Os candidatos à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) têm atuado de maneiras distintas.


Os candidatos à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). - Tânia Regô / Marcelo Camargo / Agência Brasil

Gilmar Mendes arquiva outro inquérito contra senador Aécio Neves

Agência Brasil
Publicado em 24/10/2018 - 09:24
Por Felipe Pontes - Repórter da Agência Brasil  Brasília

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou o arquivamento de um inquérito contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG), no qual é investigado por supostamente ter atuado para fraudar registros do Banco Rural remetidos à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios, em 2005.

 Inquérito contra senador Aécio Neves foi arquivado pelo ministro Gilmar Mendes    (Arquivo/Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Haddad vem ao Nordeste para tentar reduzir distância de Bolsonaro

As mais recentes pesquisas de intenção de voto mostram que Haddad tem o desafio de superar uma larga vantagem do adversário no segundo turno

Por: Agência Estado
Diario de Pernambuco

No mês passado, o petista esteve no Recife, onde perdeu em todas as zonas eleitorais para Jair Bolsonaro. Um novo ato na capital pernambucana acontece na próxima quinta-feira (25). Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação

A estratégia do PT para a reta final da campanha de Fernando Haddad à Presidência prevê viagens ao Nordeste, região onde o petista teve melhor desempenho, e atos com setores da sociedade civil. No programa eleitoral no rádio e na TV, a campanha petista pretende manter a linha adotada desde o início do primeiro turno de mesclar a tentativa de desconstrução de Jair Bolsonaro (PSL) com a apresentação de propostas.

PP perde espaço, PT ganha e João Campos assume pasta

Por: Renata Bezerra de Melo em 23/10/18 às 00H00, atualizado em 23/10/18 às 06H53
Folha de Pernambuco


O governador Paulo Câmara estará em férias do dia 10 ao dia 20 de novembro. Faz as malas para embarcar rumo à Espanha. E só tratará de reformulações no secretariado quando retornar de viagem. De antemão, algumas mudanças já são dadas como certas no Palácio das Princesas. Estão no radar, por exemplo, o redimensionamento do PP. No governo, a expectativa era de que Eduardo da Fonte tivesse entre 250 mil e 300 mil votos. Mas o resultado do dirigente do Partido Progressista em Pernambuco ficou abaixo disso: 113.640. Também ficou aquém das previsões o quantitativo de votos do deputado estadual Cleiton Collins (106.394), antes o mais votado, ele perdeu espaço para Gleide Ângelo (412.636). Em 2014, Collins obteve 216.874. Pesam nas contas do Palácio das Princesas a redução das votações dos progressistas citados e o fato de o PP não ter feito a maior bancada. A ordem, no Campo das Princesas, é: “Dar um certo freio de arrumação”. Um governista admite, no entanto, que o PP “continua tendo um espaço grande”. Mas segue com a ponderação de que o partido não fez a maior bancada na Assembleia Legislativa. A previsão de reajuste, inclui, cota para o PT na administração socialista. Uma corrente no PSB quer João Campos, herdeiro do ex-governador Eduardo Campos e deputado federal mais votado (460.387), integrando o primeiro escalão do Governo Paulo Câmara, o que deve acontecer. As possibilidades estão no radar, mas o governador só tratará do assunto quando retornar de viagem. A auxiliares, Câmara já avisou que só abordará o tema no final de dezembro.


Foto: Humberto Pradera/PSB

Folha PE: Ibope: Bolsonaro, 57%; Haddad, 43%. Diferença diminui para 14 pontos

Na segunda rodada de pesquisa Ibope para a Presidência da República, divulgada nesta terça-feira (23), o candidato Jair Bolsonaro (PSL) segue na liderança, com 57% dos votos válidos - sem a contabilização dos votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos - contra 43% de Fernando Haddad (PT). No entanto, vantagem entre o capitão reformado e o petista caiu de 18 para 14 pontos percentuais. O nível de confiança do levantamento, estima-se, é de 95%. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.
No primeiro levantamento Ibope para este segundo turno, divulgado no último dia 15, Jair Bolsonaro (PSL) apareceu com 59% dos votos válidos ante 41% de Fernando Haddad (PT).
Quando considerados os votos totais - incluindo os brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos - Bolsonaro aparece com 50% das intenções de votos e Haddad registra 37%. Os entrevistados que declararam voto branco ou nulo representam 10% e o que não sabem, 3%.


PP não cogita ver cota reduzida na gestão Paulo Câmara

Diferente da equação que vem sendo calculada nos corredores do Palácio das Princesas, no PP, pesa a seguinte conta: os progressistas elegeram 10 deputados estaduais, quantitativo equivalente à soma dos parlamentares eleitos pelo PSD (3), PT (3), PR (2), PDT (1) e MDB (1). Contando com o PP, o governo alcança uma bancada de 33 membros na Assembleia Legislativa. Subtraindo o apoio do Partido Progressista, esse número chegaria a 23, o que não representa maioria, considerando os total de 49 cadeiras. Esses números não passam batidos, naturalmente, aos progressistas, o que os leva a nem cogitar ver seu espaço reduzido na gestão socialista. Como a coluna registrou ontem, as previsões de reformulação da administração estadual incluem redimensionamento do PP. Leia-se: redução dos espaços. À equação que vai se desenhando no Palácio das Princesas, não escapa uma variável: a queda nas votações dos deputados Eduardo da Fonte (teve 113.640) e Cleiton Collins (teve 106.394) em relação a 2014 e às projeções feitas. No PP, vem à tona uma memória nesse momento: há quatro anos, Eduardo da Fonte teve 283.567 mil votos, o que não resultou, necessariamente, em espaço imediato. A cota do PP, naquele momento, resumia-se ao Ipem. Essa dimensão foi ampliada significativamente quando o pleito deste ano já se avizinhava. E, aí, o tamanho da bancada do PP na Alepe teve influência no redesenho. A sigla passou a comandar, além do Ipem, o Lafepe, o Porto do Recife, a administração de Fernando de Noronha, a pasta de Desenvolvimento Social, além de Desenvolvimento Econômico, a qual é ligada o Porto de Suape. A arrumação se deu num contexto em que os progressistas possuíam a maior bancada na Alepe, com 14 deputados, enquanto o PSB do governador Paulo Câmara contabilizava 12. O acréscimo ao PP representou redução da cota do MDB. Os dois partidos reivindicavam espaço na chapa majoritária, mas foram os emedebistas que acabaram contemplados, com Jarbas Vasconcelos na corrida pelo Senado. Eduardo da Fonte chegou a ser eleito com 330. 520 mil votos em 2010. Daí, costuma-se recordar, no PP, que, naquele momento, a legenda não ocupava cargos na gestão Eduardo Campos, a despeito do resultado das urnas. 



Dois dígitos
Na história recente, lembram progressistas, nenhum partido sem ser o do governador, fez dois dígitos (10 membros) na Alepe, o que deixa o PP em segundo lugar, na Casa, pela proporcionalidade. O PSB fez 11, o PCdoB fez um deputado e o SD fez um. 

Montagem >O governador tem avisado que só levará o tema à mesa em dezembro, mas, nos corredores do Campos das Princesas, as projeções referentes a ajustes no primeiro escalão já circulam.

Na Alepe > Pela oposição, elegeram-se 16 deputados: PSDB (1), PSC (5), Avante (1), DEM (3), PTB (2), PRTB (1), PSOL (1), PRB (1), PHS (1). O PP chegou a ser afagado pela oposição antes do pleito.

Casa de José... > No buraco frio da Câmara Municipal, as movimentações visando à formação das chapas para disputa de espaços na Mesa Diretora já são anotadas.

....Mariano > Uma das composições, já dada como certa, é a liderada pelo atual presidente, Eduardo Marques que busca a reeleição, tendo o vereador Chico Kiko concorrendo à vice-presidência e Romerinho Jatobá à primeira secretaria.

Cenas >A campanha de 2018, em seu rol de ineditismos, incluiu, ontem, uma discussão entre os candidatos a governador de São Paulo, João Dória e Márcio França, em torno de um vídeo envolvendo orgia. O tucano aponta "montagem". O atual governador negou, no Twitter, que tivesse a ver com divulgação de supostas cenas íntimas do adversário: "Dória não deve medir os outros pela sua régua! São Paulo não merece este constrangimento".

Abrigo de idosos é autuado por maus-tratos em Itapissuma

Segundo a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, o local foi autuado por não proporcionar alimentação suficiente, farmácia com medicamentos fora do prazo de validade e falta de médicos para atender os idosos


Por: Portal FolhaPE em 24/10/18 às 07H46, atualizado em 24/10/18 às 08H30


Um abrigo de idosos sem autorização de funcionamento foi autuado nessa terça-feira (23) por manter