Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Paulista investe recursos de financiamento junto ao BNDES na modernização do cadastro imobiliário



De forma pioneira na região Nordeste, Paulista aderiu ao Programa de Modernização da Administração Tributária dos Setores Sociais Básicos (PMAT), do BNDES, com operação pelo Banco do Brasil (BB). A iniciativa visa apoiar projetos de investimentos voltados à melhoria da eficiência, qualidade e transparência da gestão pública, buscando a modernização da administração tributária e a qualificação do gasto público nos municípios.

Graças ao financiamento, o município está investindo, num primeiro momento, cerca de R$ 1,7 milhão na modernização do cadastro técnico. O processo de atualização do banco de dados imobiliário está sendo realizado pela equipe da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação, com o apoio de uma empresa especializada na tecnologia do geoprocessamento. 

BPC desatualizado será suspenso em lotes a partir de abril


BPC desatualizado será suspenso em lotes a partir de abril


Quem recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e não atualizou os dados nos últimos dois anos deve ficar atento aos prazos. Inicialmente a suspensão aconteceria dia 1º de janeiro para quem não tivesse com inserido ou regularizado na base do Cadastro Único da Assistência Social era no próximo dia 31 de dezembro. Mas, através da portaria 2651, do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), a suspensão do benefício será a partir de abril de 2019 para quem não efetuou as alterações cadastrais será realizada por lotes, de acordo com o mês de nascimento do usuário. A alteração da data permite quem ainda está irregular faça as devidas alterações e evite o bloqueio.
  
A suspensão do benefício acontecerá em 4 lotes, de acordo com o período de aniversário do beneficiário, que receberá uma notificação do MDS sobre o bloqueio do benefício.  Aniversariantes de janeiro a março terão o benefício suspenso em abril, de abril a junho a suspensão será feita em julho, de julho a setembro acontecerá em outubro e de outubro a dezembro a suspensão será feita em janeiro de 2020.

Para regularizar a situação o beneficiário deve comparecer ao CRAS mais próximo de sua casa, ou à Secretaria de Políticas Sociais e Esportes e assim conseguir evitar transtornos e a suspensão do BPC. Manter os dados na base do Cadastro Único sempre atualizados não só evita transtornos com o BPC. Isso também possibilita que o beneficiário se insira em programas sociais como o Minha Casa Minha Vida, Tarifa Social de Energia Elétrica e o Bolsa Família. As pessoas que não cumprirem o prazo poderão ter o benefício suspenso a partir de janeiro.