Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Onda de violência afeta rotina de moradores em Fortaleza

Agência Brasil

Quem precisa se deslocar na região metropolitana de Fortaleza, seja para trabalhar, visitar familiares ou outro compromisso, enfrenta muitas dificuldades com a redução da frota de ônibus, após a série de ataques contra veículos, órgãos públicos, agência bancárias, estabelecimentos comerciais e equipamentos de segurança do Ceará. Os atentados, organizados por facções criminosas, seriam uma represália ao anúncio do governo estadual de medidas para endurecer as regras no sistema penitenciário do Ceará. O governador do Ceará, Camilo Santana, avisou que não vai recuar no combate ao crime e à violência que se agravaram nos últimos dias no estado.


Embarque da tropa da Força Nacional de Segurança para o Ceará - Foto: Min. Justiça



Força Nacional

Os agentes da Força Nacional desembarcaram em Fortaleza (CE) no sábado (5) para atuar no apoio às ações de combate ao crime organizado no estado. O reforço foi solicitado pelo governo estadual, e o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, autorizou o envio das tropas.

A Força Nacional compõe um convênio dos estados com a União para restabelecer a ordem pública e a segurança ao prestar apoio às secretarias de segurança estaduais. As tropas ficam em Brasília (DF) e são deslocadas aos estados em que os governadores solicitam o apoio federal.
Mais do que o policiamento ostensivo, os agentes da Força Nacional também podem contribuir para ações em bloqueios de rodoviais, no combate a crimes ambientais, em ações da defesa civil para minimizar o impacto de desastres naturais, ou até mesmo em organização de eventos internacionais.

Os agentes que integram a Força Nacional são oriundos das polícias militares, civil, corpo de bombeiros e peritos que são cedidos à Força Nacional por seus órgãos de origem durante dois anos.