Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Cidadania em Movimento Social leva diversos serviços aos moradores de Pau Amarelo

“Estou gostando muito dessa atividade, porque trazendo esses serviços para cá fica mais fácil buscar atendimento. Além de ver minha situação no CadÚnico, eu inscrevi meu filho em um curso de informática e ainda fiz limpeza de pele”, contou Dona Elma Elias, marisqueira e moradora do Paulista que participou nesta sexta-feira (08.02) da ação do Cidadania em Movimento Social, no Loteamento Nossa Senhora do Ó, em Pau Amarelo.


Dona Maria da Justa Costa é costureira e deu uma saidinha rápida do seu emprego só para participar do Cidadania em Movimento Social. “Estou gostando muito dessa atividade. Eu estava no trabalho quando soube dela e vim correndo aqui para fazer meu exame de mamografia. Se eu não tivesse outro compromisso buscaria outros atendimentos”, disse.
Quem compareceu ao evento teve a sua disposição serviços variados. A Secretaria de políticas Sociais e Esportes fez emissão de segunda via de Certidão de Nascimento, Óbito ou Casamento; da Carteira Vem Livre Acesso e do Identidade Jovem, além disso, houve orientação para o Benefício de Prestação Continuada (BPC), atualização ou inserção de dados no Cadastro Único, recreação e oficina de artesanato.
A Secretaria de Saúde ofereceu exames tuberculose, hanseníase, mamografia (através do Programa Amigo do Peito), aferição de pressão e glicose e atividades de prevenção a DST’s. O cartão de estacionamento do idoso também foi emitido no local através da Secretaria de Mobilidade e Transporte. Além dos serviços da prefeitura, o Instituto Costa Azul fez inscrições para aulas de informática e percussão.
De acordo com o secretário de Políticas Sociais e Esportes, Augusto Costa, o Cidadania em Movimento Social busca levar serviços básicos para dentro de comunidades que são mais afastadas das unidades da prefeitura. “É determinação do nosso prefeito Junior Matuto que ações como essa cheguem às comunidades mais carentes. Então temos feito isso em toda a cidade. Acredito que pela quantidade de pessoas que compareceram hoje aqui nós acertamos o local da atividade”, relatou o gestor.
-- 

População preenche vagas oferecidas no curso de Libras

A procura foi grande no primeiro dia das inscrições para o curso da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) oferecido pela Secretaria de Educação do Paulista.  As 138 vagas para os módulos Básico, Intermediário e Avançado foram preenchidas nas primeiras horas desta quinta-feira (07.02). Logo cedo uma fila já havia se formado com dezenas de pessoas que vieram de várias localidades do município.

Uma dessas pessoas foi o servidor público Daniel Salvino, 28 anos. Ele foi um dos primeiros a chegar no Centro de Formação, na Aurora, no Centro, para efetuar a matrícula na modalidade Básico I. Ele disse que a formação em Libras vai contribuir para a comunicação com os surdos. “Acho importante fazer esse curso porque vou aprender a ajudar essas pessoas. Precisamos nos doar e compartilhar nosso conhecimento. Tenho uma avó surda e meu maior desejo é compreender o mundo dela”, concluiu.
Já o estudante Cleiton José da Silva, 19 anos, viu no curso de Libras uma oportunidade de crescimento na empresa onde trabalha. Ele que está cursando o nível Avançado I disse que o aprendizado em outra língua é um diferencial além de ajudar às pessoas com deficiência. “Tenho um irmão surdo isso me motivou mais ainda para aprender a língua. É preciso trabalhar para inclusão da comunidade surda”.
A coordenadora de Educação Especial do Paulista, Bernadete Brandão, disse que as pessoas estão se conscientizando cada vez mais em quebrar a barreira de comunicação entre os ouvintes e a comunidade surda. “Um dos maiores problemas dos surdos é a dificuldade de se comunicar e de ser compreendido. Então, quanto mais as pessoas descobrirem e aprenderem sobre o mundo do silêncio isso vai somar e contribuir para a inclusão deles. A língua de sinais também tem sido uma porta de entrada para o mercado de trabalho”, frisou.
O curso de Libras faz parte do Programa EducaLibras, através da Coordenação de Educação Especial. O início do curso está previsto para o dia 18 de fevereiro, no Centro de Formação, que fica na Rua Edson Borges, s/n, na Aurora, no Centro. As aulas acontecerão em dois horários pela manhã: das 8h às 11h e à tarde: das 13h30 às 16h30. 
-- 

Para a LBV, proteger a infância é acreditar no futuro

Iniciativa beneficiará crianças e adolescentes do Agreste e da capital
 
A Legião da Boa Vontade (LBV) promove mais uma importante campanha de mobilização social em apoio à educação brasileira: Criança Nota 10 — Proteger a infância é acreditar no futuro! A iniciativa visa angariar doações e entregar no início do ano letivo, 19 mil kits de material pedagógico para crianças e adolescentes atendidos pela Instituição e por organizações parceiras nas cinco regiões brasileiras.


 
Os kits são compostos por itens como mochila, cadernos, lápis, régua, canetas, estojo, dicionário entre outros. A campanha tem como objetivos principais auxiliar os pais que não dispõem de recursos financeiros para a compra do material escolar e motivar crianças e adolescentes a frequentar a escola e a continuar os estudos.
 
Em Pernambuco, a iniciativa solidária escolar da Instituição, tem contribuído com que as crianças procurem a Escola e permaneçam em sala de aula. Os municípios de Buíque e Tupanatinga contam com o apoio da LBV que assiste centenas de crianças de 6 a 12 anos, que estão matriculados no primeiro ao quarto ano, em escolas da zona rural dessas localidades. As crianças e adolescentes assistidos diariamente pela Instituição na capital pernambucana serão beneficiados também com a campanha. Ao total são 1.000 crianças e adolescentes incentivados a educação.  
 
Para a realização da campanha, a LBV conta com a solidariedade do povo e de seus colaboradores, voluntários, amigos e parceiros e o apoio imprescindível dos meios de comunicação para a divulgação dessa ação solidária.
 

As doações podem ser feitas no site www.lbv.org ou pelo tel. 0800 055 50 99. Outras informações ainda podem ser obtidas acessando as páginas oficiais da LBV no Facebook, no Instagram e no Youtube, por meio do endereço “LBVBrasil”.